Por bianca.lobianco

Rio - A passarela provisória da Linha Amarela, que substituirá a estrutura destruída no acidente do último dia 28 de janeiro, será instalada no dia 16 de fevereiro. A informação foi divulgada nesta quarta-feora pela Lamsa, concessionária que administra a via. 

Enquanto a passarela provisória não está disponível, a concessionária continua oferecendo o serviço gratuito de vans para população da área, que acontece diariamente, de 6h às 22h, e é feito nos dois sentidos da Linha Amarela.

O transporte leva os moradores até a passarela mais próxima, na altura do shopping Nova América (Del Castilho). A estrutura provisória funcionará até que a passarela definitiva seja construída e montada no local.

Caminhão atingiu passarela da Linha Amarela%2C que desabou%2C deixando quatro pessoas mortas. Uma quinta vítima morreu no hospitalFabio Gonçalves / Agência O Dia

Tragédia deixou cinco pessoas mortas

Cinco pessoas morreram após a queda da passarela da Linha Amarela, na altura de Pilares, no dia 28 de janeiro. Um motorista de caminhão trafegava com a caçamba levantada a 85 km/h quando bateu na estrutura, derrubando-a na via. Cinco pessoas ficaram feridas e uma das vítimas morreu no hospital. Todos os feridos foram levados para os hospitais Souza Aguiar, Alberto Torres, Lourenço Jorge e Federal de Bonsucesso. 

O motorista Luiz Fernando da Costa, de 30 anos, que dirigia o caminhão que provocou a tragédia, segue internado na Unidade de Terapia Intensa (UTI) de um hospital particular de Duque de Caxias. O médico Rodolfo de Franco Cardoso, diretor do Hospital do Coração, disse que o paciente sofreu trauma torácico e abdominal, contusão pulmonar e cardíaca, lesão hepática de grau moderado, além de fratura nas costelas. Luiz Fernando ainda não tem previsão de alta. 

Familiares%2C amigos e taxistas fizeram um ato em solidariedade às vítimas da tragédia da Linha AmarelaSeverino Silva / Agência O Dia


Você pode gostar