Ônibus sobe a calçada e invade residência em Madureira

Veículo em alta velocidade bateu em muro e feriu 23 pessoas

Por O Dia

Rio - O aposentado Jonas Correia de Carvalho, de 60 anos, acordou ontem, por volta das 7h30, com um barulho muito forte. Foi até a entrada da casa e se deparou com o ônibus da linha 685 (Méier-Irajá) em seu muro. O acidente, ocorrido na Rua Maria Lopes, em Madureira, deixou 23 pessoas feridas. Segundo passageiros, o motorista estava em alta velocidade na hora da colisão e teria perdido o controle. Ele ficou preso às ferragens por 40 minutos e foi resgatado por bombeiros.

“Eu vi muitas pessoas com sangramento no rosto. O ônibus estava cheio, inclusive com estudantes. Minha esposa e minha filha são médicas e ajudaram nos primeiros socorros até os bombeiros chegarem”, contou o aposentado. Segundo ele, os passageiros reclamaram da velocidade do coletivo.

De acordo com passageiros%2C o ônibus da linha 685 estava em alta velocidade quando invadiu esta casa na Rua Maria Lopes%2C em Madureira%2C e deixou 23 pessoas feridasCarlos Eduardo Cardoso / Agência O Dia

“O pessoal que estava no ônibus disse que ele estava correndo bastante. Nesse ponto os motoristas costumam passar muito rápido.” Além de dirigir, o motorista cobrava as passagens.

As vítimas, todas sem gravidade e com idades entre 16 e 79 anos, foram encaminhadas para os hospitais Salgado Filho, no Méier; Carlos Chagas, em Marechal Hermes; e Rocha Faria, em Campo Grande.

Em nota, a Rio Ônibus informou que o consórcio Internorte, responsável pela linha, está prestando assistências às vítimas e vai colaborar para elucidar a causa do acidente. As imagens do circuito interno do coletivo serão entregues à polícia.

De acordo com a prefeitura, o coletivo que se envolveu no acidente, com placa KYP 0456, foi multado 13 vezes no ano passado. Dessas infrações, nove foram por trafegar com 20% a mais da velocidade permitida. As demais foram por ultrapassar sinal vermelho e estacionamento irregular. Os dados não revelam se o motorista era o mesmo.

Cariocas correm mais que paulistanos

O DIA mostrou, no último domingo, que os coletivos do Rio foram multados 25.755 vezes por ultrapassar o limite de velocidade das vias no ano passado. Na capital paulista, apesar da frota de ônibus de 15 mil, quase o dobro da carioca (8,7 mil), o número de multas por esta infração no período foi de apenas 979, segundo a SPTrans. Portanto, o número de multas por excesso de velocidade dos coletivos cariocas é 50 vezes maior do que o dos paulistanos. A Rio Ônibus (associação das empresas) não informou quantos motoristas perderam a carteira.


Últimas de _legado_O Dia 24 Horas