Por paulo.gomes
Trânsito fica parado na descida da Grajaú-JacarepaguáSeguidor %40disquehugo

Rio - Sinais com mau funcionamento causaram problemas no trânsito da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no início da manhã desta terça-feira. O Centro de Operações da Prefeitura carioca confirmou que dois semáforos ficaram piscando em amarelo, das 6h às 8h, na Avenida Francisco Bicalho, na altura da CEG e da Avenida Francisco Eugênio, no sentido Cidade Nova. O problema causou retenções ao longo do Viaduto do Gasômetro e da Ponte, no sentido Rio. Quem vinha de Niterói para a capital fluminense, por volta das 7h30, segundo a CCR, levava 45 minutos para cruzar a via.

Em outros pontos do Rio, também foram observados problemas com semáforos. Na Avenida Professor Manoel de Abreu, em Vila Isabel, na Zona Norte da cidade, por volta das 6h, a equipe do DIA flagrou um sinal piscando em amarelo na pista reversível para o Maracanã, na esquina com a Rua Felipe Camarão. O problema atrapalhou o tráfego na Rua Teodoro da Silva e na Grajaú-Jacarepaguá, que tinha retenções desde a descida para o Grajaú no alto da serra. Por volta das 7h, os semáforos do local já estavam funcionando normalmente.

Ainda na Zona Norte, de acordo com as primeiras informações, sinais também estariam com mau funcionamento nas ruas Conde de Bonfim, na altura da Uruguai; na Avenida Dom Hélder Câmara, em toda a extensão; e na Rua Aristides Caire, no Méier.

Na Zona Sul, o problema foi relatado na Rua Jardim Botânico, na altura das ruas Lopes Quintas e Pacheco Leão. Em Ipanema, Gávea, Botafogo e Humaitá, também foram observados problemas com a programação semafórica. No Centro, sinais estavam com problema na Avenida Presidente Vargas, na altura da Central do Brasil.

Por meio de uma nota, a CET-Rio informou que por volta das 6 horas desta terça-feira, foi detectado um problema na comunicação em parte dos sinais dos bairros do Centro e da Tijuca. A CET-Rio enviou prontamente várias equipes que foram distribuídas pelas regiões afetadas e os sinais voltaram ao seu funcionamento normal, entre 15 e 50 minutos, após o defeito.

Você pode gostar