Reconstrução de mureta do Viaduto de Alcântara não sai do papel

DER-RJ informou que produção de novos guarda-copos atrasou e deu outro prazo. Mureta foi destruída após acidente

Por O Dia

Rio - Há quase dois meses, um carro foi atingido por um caminhão e caiu do Viaduto de Alcântara, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, deixando cinco pessoas feridas, uma delas em estado grave. Desde então, moradores da região e motoristas que trafegam no local, que faz parte da RJ-104, convivem com o medo por conta da exposição provocada pela destruição da mureta.

No dia 9 junho, O DIA 24 Horas procurou o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), que ficou de começar a reforma da mureta na semana seguinte. Só que a promessa não saiu do papel. Quase dois meses se passaram e nada foi feito. Enquanto isso, motoristas e pedestres passam pelo local com o receio de um novo acidente.

Mureta do Viaduto de Alcântara continua destruída%2C dois meses depois de acidenteSeguidor %40Fabiomelo22

"Viaduto de Alcântara permanece com a mureta isolada por fitas. Quando vocês noticiaram deram um prazo...nada foi feito. Essa situação traz riscos diários a quem trafega pelo local tanto no viaduto quanto embaixo dele", disse Heloisa Barbosa através do Twitter @odia24horas.

Uma nova foto, registrada pelo seguidor Fabio Melo (@Fabiomelo22), mostra o viaduto exposto, enquanto carros e pedestres passam na via embaixo dele, a Rua Doutor Alfredo Backer.

Duas semanas após o acidente, seguidor de O DIA 24 Horas denuncia o não conserto da muretaSeguidor %40Prcost

Procurado novamente e questionado sobre o porquê de não ter sido iniciada a reforma da mureta, o DER-RJ disse que "a produção dos novos guarda-corpos que serão realocados no viaduto de Alcântara sofreu um atraso na fabricação."

Segundo a diretoria responsável pela manutenção da rodovia, as novas peças deverão ser entregues entre essa semana e a próxima. O novo prazo para a conclusão do trabalho é de aproximadamente 20 dias.

Carro despencou e atingiu pedestres em São Gonçalo no final de maioDivulgação


Últimas de _legado_O Dia 24 Horas