Por paulo.gomes

Rio - A queda de dois postes, provocados por um caminhão baú, no início da tarde de quarta-feira, e a demora no reparo irritaram moradores de um trecho da Rua Chaves Farias, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. Eles estão sem luz há mais de 18 horas. O grupo interditou a rua e exige que a Light providencie o conserto. Técnicos da empresa estão no local desde às 6h.

Moradores da Rua Chaves Farias%2C em São Cristóvão%2C reclamam que estão sem luz desde a tarde de quarta-feira. Um poste entrou em curto-circuitoEstefan Radovicz / Agência O Dia

De acordo com auxiliar administrativo Paulo Roberto dos Santos, de 50 anos, desde terça-feira vários protocolos de atendimento foram feitos à Light solicitando que a rede aérea em frente a casa dele, no número 209 da rua, fosse suspensa. O trânsito de caminhões altos e pesados na via é intenso. A fiação estava frouxa e baixa e havia ameaça de ser ser atingida, o que acabou ocorrendo por volta de meio-dia de quarta-feira. Ela foi arrastada por um caminhão baú e o poste de sustentação dentro da vila de mesmo número acabou tombando e atingindo um outro no mesmo local. Parte do muro da casa de Paulo e a cobertura da garagem foram danificados. Ninguém ficou ferido.

Com as quedas, os moradores da vila ficaram sem energia. Segundo o representante comercial Marcos Medeiros Leandro, 58, a Light informou que a responsabilidade pelo reparo dos postes era das 50 famílias residentes ali. Eles teriam que comprar outros dois postes, solicitar a colocação pela RioLuz e, só então, a empresa refaria a ligação da energia.

"Isso é um absurdo. Como é que vamos ser responsabilizados por algo que vínhamos solicitando reparos a empresa. Fizeram um remendo, mas acabou acontecendo o que a gente esperava. Vamos lutar para que a empresa restabeleça a energia e faça os reparos necessários sem ônus para nós", protestava Marcos, que com outros moradores fechou um treco da rua às 6h. Ele já registrava prejuízos de alimentos que estavam na geladeira e a impossibilidade de trabalhar, já que dá expediente em casa utilizando o computador. O trânsito foi desviado para a Rua Sabino Vieira.

A situação piorou por volta das 2h desta quinta-feira. A fiação de um poste público da Rua Chaves Farias entrou em curto-circuito, deixando outros moradores sem energia. Bombeiros do quartel de Benfica estiveram no local e aguardaram a chegada de técnicos da Light. Eles desligaram o sistema do trecho atingido pelo defeito.

Apesar da reclamação dos moradores, a Light negou a demora no atendimento na ocorrrência que, segundo eles, foi solicitada às 5h e às 6h os técnicos chegaram para realizar a manutenção da rede, que precisará ser refeita. Não há previsão para o término do trabalho e moradores da vila permanecem sem luz.

Você pode gostar