Por tiago.frederico

Rio - Um iate de 60 pés, identificado como Criola II, encalhou na altura do posto 8 no último sábado, na Praia da Reserva, Zona Oeste do Rio. O acidente aconteceu por volta das 16h30min e envolveu três tripulantes, dois com ferimentos leves.

De acordo com o assistente da embarcação, Alzimiro Antônio Leite, 66 anos, o iate pertence ao almirante da reserva e dono da empresa Usimeca, Luiz Carlos Peixoto, 88 anos. O proprietário pilotava o iate no momento do impacto, junto com o assistente.

Leite conta que o acidente foi causado por um problema mecânico e o proprietário espera a liberação do seguro para o desencalhe.

GALERIA DE FOTOS: Iate encalha na praia da Reserva

O assistente da embarcação, Alzimiro Antônio Leite, 66 anos, diz que teve medo de morrerPaulo Araújo / Agência O Dia

“Estávamos em alto-mar quando deu pane no motor. Tentei consertar, mas uma onda invadiu a composição e me derrubou no chão.”

Ele acrescenta, ainda, que achou que fosse morrer. “O mar estava incontrolável. A onda levou tudo que eu tinha comigo, como meu celular e carteira. Pensei que não houvesse salvação.”

Leite saiu ileso, enquanto o dono do iate, Peixoto, sofreu lesões leves. O ajudante Newton Silva, que também estava a bordo, machucou o queixo e teve um dente quebrado com o impacto.

Até a tarde deste domingo, o iate ainda estava encalhado na praia, atraindo a atenção de banhistas. A embarcação está com avarias e com água entrando pela lateral. Pedaços quebrados do iate ainda estavam espalhados pela praia.

Iate encalhou na Praia da Reserva%2C na tarde deste sábadoReprodução Internet

Por meio de nota, a Capitania dos Portos do Rio de Janeiro (CPRJ) informou que uma equipe da Inspeção Naval da CPRJ foi enviada ao local para prestar apoio e realizar os esclarecimentos necessários. O proprietário da embarcação está sendo notificado a providenciar um plano para realizar o desencalhe.

Ainda segundo a Capitania dos Portos, um inquérito administrativo sobre acidentes e fatos da navegação foi aberto para apurar as causas do acidente. A previsão de conclusão é de 90 dias.
O proprietário da embarcação foi procurado pela equipe do DIA, mas não houve resposta.

Você pode gostar