Caminhão atinge e derruba poste na Rua do Rezende, no Centro do Rio

Faixa da via está interditada em frente à entrada de ambulâncias do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer

Por O Dia

Rio - Um caminhão atingiu e derrubou um poste na Rua do Rezende, na altura do nº 145 e em frente à entrada de ambulâncias do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer, no Centro do Rio, por volta das 10h20 desta terça-feira. A Light informou que não há risco de falta de energia no local pois sua rede é subterrânea.

Técnicos da Rioluz fizeram vistoria no local e constataram que o poste é da operadora de telefonia Oi/Telemar. Em nota, a Oi informou que "já enviou uma equipe ao local mencionado pela reportagem. Caso o poste seja da companhia, ele será readequado o mais rápido possível".

De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, uma faixa da via foi interditada ao tráfego e houve retenções. Equipes da CET-Rio orientaram motoristas na região.

Caminhão atinge e derruba poste na Rua do Rezende%2C no Centro do RioCarlos Moraes / Agência O Dia

Devido a circulação dos caminhões que fazem carga e descarga na via, moradores e motoristas reclamam que o trânsito piorou na região desde que obras começaram, no início do ano. "Não tem hora para começar nem terminar. A cidade já está um caos, fechando essas artérias fica mais complicado ainda", disse o comerciante Tarcísio Pereira, de 53 anos.

O fluxo de caminhões chega a prejudicar a entradas das ambulâncias do Hospital do Cérebro, que fica em frente à umas das seis obras que estão sendo feitas entre a Rua dos Inválidos e do Rezende, "Até os pacientes das ambulâncias do hospital sofrem com a via fechada. Sem contar das pessoas que estacionam na calçada. Falta fiscalização", afirmou o analista de sistemas Adriano Peixe, de 33 anos.

De acordo com a Guarda Municipal (GM), agentes foram ao local ontem e aplicaram cinco multas a veículos flagrados estacionados irregularmente, incluindo um caminhão. A GM informou ainda que vai intensificar a fiscalização para coibir irregularidades nas operações de carga e descarga.

Ouvidos pela reportagem, a assessoria de imprensa da empresa STX, responsável por um hotel que está sendo construído, afirmou que eles não prestariam qualquer tipo de esclarecimento.

Colaborou Lucas Gayoso

Últimas de _legado_O Dia 24 Horas