SuperVia: Queda de árvore causa atraso na circulação e na abertura de estações

Cinco estações foram abertas para embarque e desembarque de passageiros com três horas de atraso em ramal da Baixada

Por O Dia

Rio - A paciência de passageiros do ramal Japeri foi testada mais uma vez nesta segunda-feira. A queda de uma árvore de grande porte próximo à estação de Comendador Soares, em Nova Iguaçu, por volta das 19h de domingo, causou atrasos na circulação das composições do ramal da Baixada Fluminense. Homens do Corpo de Bombeiros fizeram o corte da árvore ainda no domingo, porém, a rede aérea de uma linha ficou comprometida.

Técnicos da SuperVia passaram a madrugada e o dia tentando restabelecê-la, mas até as 14h, os trens que passavam no trecho entre Queimados e Nova Iguaçu precisavam aguardar uma ordem de circulação. Em nota, a concessionária disse que o procedimento era realizado visando garantir, em primeiro lugar, a segurança dos passageiros.

Devido à queda da árvore, cinco estações do ramal Japeri foram abertas quase três horas após o horário normal. Ao invés de serem liberadas para embarque e desembarque de passageiros às 3h30, as estações Japeri, Queimados, Austin, Comendador Soares e Engenheiro Pedreira só foram abertas às 6h05, quando houve liberação de uma das linhas do trecho do ramal Japeri, que foi afetada. Moradores dessas regiões tiveram apenas ônibus como opção de transporte.

O trecho da rede aérea que ficou comprometido com a queda da árvore foi entre as estações Queimados e Nova Iguaçu, onde os trens circularam por apenas uma linha, até que terminassem os reparos.

Últimas de _legado_O Dia 24 Horas