Incêndio atinge restaurante na Lagoa que pertence a Eike Batista

Mr. Lam, que fica na Avenida Borges de Medeiros, pegou fogo na manhã desta quinta-feira. Ninguém ficou ferido

Por O Dia

Mr. Lam%2C na Lagoa%2C que pertence ao empresário Eike BatistaAlessandro Buzas / Parceiro / Agência O Dia

Rio - Um incêndio atingiu a cozinha do restaurante Mr. Lam, na Rua Maria Angélica, esquina com Avenida Borges de Medeiros, na Lagoa, Zona Sul da cidade. O local pertence ao empresário Eike Batista. Ninguém ficou ferido.

O restaurante, inaugurado pelo empresário em 2006, não deverá funcionar nos próximos dias. Bombeiros do Quartel do Humaitá foram acionados por volta das 9h20 e controlaram o fogo. Às 11h20, os militares realizavam o trabalhao de rescaldo. A causa do incêndio ainda é desconhecida.

Eike Batista conheceu Mr. Lam, chef que dá nome ao restaurante, em Nova Iorque e se apaixonou por dos pratos feitos por ele. Com isso resolveu trazer a marca e Lam para o Rio, sendo sacramentado o negócio após uma visita do chinês à cidade. “Só daria certo se ele gostasse daqui”, conta Eike em depoimento ao site da filial carioca.

Eike Batista na mira da Polícia Federal

A fase não é nada boa para o empresário. Um dia após apreenderem um iate, três jet-skis e um jetboat, pertencentes a Eike Batista, em Angra dos Reis, agentes da Polícia Federal cumprem na manhã desta quinta-feira novos mandados de busca e apreensão, mas agora na casa de Luma de Oliveira, ex-mulher do empresário. Os policiais chegaram cedo na residência da ex-modelo, no Jardim Botânico, e ameaçaram invadir o local, antes de serem autorizados a entrar. Eike também está na residência.

Os agentes já apreenderam nesta manhã três veículos de luxo: um BMW X5 e dois Toyota Hilux. A operação foi realizada em cumprimento à decisão da 3ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio determinando o bloqueio dos bens de Eike, que responde por ações fraudulentas no mercado financeiro.

Na último dia 6, a Polícia Federal apreendeu sete carros de Eike, entre eles o Lamborghini Aventador LP700-4 de Eike, avaliado em R$ 2,8 milhões, e utilizado para decorar a sala do empresário, e um Porsche Cayenne. Os agentes também levaram R$ 90 mil em dinheiro, celulares, computadores, quadros e o piano.

Polícia Federal apreendeu Lamborghini Aventador LP700-4 de Eike%2C avaliado em R%242%2C8 milhões%2C e utilizado para decorar a sala do empresárioDivulgação

No dia anterior, o juiz federal Flávio Roberto Souza determinou o bloqueio de R$ 1,5 bilhão ativos financeiros do empresário e outros R$ 1,5 bilhão em imóveis e móveis (como veículos), somando R$ 3 bilhões. Além disso, o juiz solicitou informações das contas bancárias de Eike.

Segundo a decisão, o bloqueio tinha como objetivo, em caso de condenação do empresário, garantir o pagamento de indenizações e multas a credores. Ainda segundo a Justiça, os filhos Thor e Olin, Luma e a atual esposa de Eike, Flávia Sampaio, foram beneficiados com doações do empresário.

Últimas de _legado_O Dia 24 Horas