Manifestação interdita Avenida do Contorno e complica trânsito

Grupo queimou pneus e bloqueou a pista no sentido Rio. Congestionamento chegou na altura de São Gonçalo

Por O Dia

Rio - Integrantes dos movimentos dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e da Frente de Resistência Urbana fizeram um protesto, na manhã desta quarta-feira, na Avenida do Contorno, na BR 101, no Barreto, em Niterói. Por volta das 7h da manhã, manifestantes atearam fogo em pneus e bloquearam a via no sentido Rio de Janeiro. O congestionamento chegou a São Gonçalo. Passageiros de ônibus chegaram a descer dos coletivos e caminhar até Niterói.

Segundo um dos coordenadores do MTST no Rio de Janeiro, Vitor Guimarães, a estimativa do grupo é que 300 pessoas tenham participado do protesto. De acordo com ele, as principais reivindicações eram o lançamento do programa Minha Casa, Minha Vida 3, previsto para 2014 pelo Governo Federal, que mudanças no programa propostas pelos movimentos sociais fossem adotadas e o fim do recuo do ajuste fiscal, que segundo eles, tem afetado os programas.

Manifestantes do MTST fazem protestos pelo Brasil

Manifestantes atearam fogo em pneus e bloquearam tráfego em rodoviaSeguidor %40vitorledertheil

Vitor contou que o ato demorou cerca de 1 hora e que foi o único no estado. A organização prometeu interdições em cerca de 30 rodovias em 13 estados. O grupo também colocou em pauta a demora da Prefeitura de São Gonçalo em entregar ao MTST um estudo técnico para o início da construção de casas populares para cerca de 1000 famílias, no bairro Maria Paula.

"Queremos o avanço das negociações que estão paradas. Precisamos que a prefeitura nos libere o estudo para que as construções possam começar a ser feitas", alegou Vitor.

Eles também colocaram em pauta o passe livre, desmilitarização da polícia, efetivação do estatuto das cidades e controle do preços dos aluguéis.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, as pistas foram liberadas por volta das 7h40 e o congestionamento chegou a 7 km. Os manifestantes deixaram o local em ônibus fretados.

Manifestantes deixaram o local em ônibus fretadosDivulgação


Últimas de _legado_O Dia 24 Horas