Por luis.araujo

Rio - A manhã desta segunda-feira foi de trânsito difícil na Avenida Brasil, principalmente para o motorista que seguia em direção à Zona Oeste e que não estava acostumado com retenções na via no período da manhã. Ocorreu que era o primeiro dia útil após a Prefeitura dobrar a área interditada para obras do corredor Transbrasil. Desde o último sábado, a área bloqueada na pista central passou de 1,6 quilômetro para 3,7 quilômetros.

O trânsito voltaria a apresentar retenções a partir das 16h e em função disso, na tarde desta segunda-feira, a CET-Rio optou por antecipar o funcionamento da faixa reversível a partir das 14h, horário que o trânsito já apresentava grande volume na pista central sentido Centro, que passou a operar com o tráfego orientado para o sentido Zona Oeste. Segundo a assessoria de imprensa da Companhia de Engenharia de Tráfego do RJ (CET-Rio) essa operação deve ocorrer pelos próximos dias até os motoristas se acostumarem.

A obra do Transbrasil

A área bloqueada compreende o trecho da Avenida Brasil entre o Cemitério do Caju e a Avenida Paris, em Bonsucesso, na Zona Norte. Para a construção do corredor Transbrasil, por onde passarão os ônibus do BRT, há interdição de duas faixas da pista central, sentido Zona Oeste, e de meia faixa da pista central, sentido Centro do Rio. A faixa seletiva para ônibus não foi afetada. No local das intervenções, os coletivos contornam o canteiro de obras.

As obras do Transbrasil ocupam duas pistas centrais da Avenida Brasil no sentido Zona Oeste e meia em direção ao Centro Severino Silva / Agência O Dia

Interdição na altura da Ilha

Além da obra do Transbrasil, a Prefeitura do Rio realiza obras de drenagem na Avenida Brasil, no acesso à Ilha do Governador. Um trecho de 500 metros sofre interdição, na pista sentido Centro, para reforço do solo. Outros 300 metros estão bloqueados na faixa lateral, logo após a Avenida Brigadeiro Trompowski, na pista sentido Zona Oeste.

Você pode gostar