Por felipe.martins

Rio - O protesto contra a terceirização convocado por centrais sindicais, movimentos sociais e partidos políticos chegou a interditar, na tarde desta quarta-feira, a Avenida Rio Branco, no Centro do Rio. Como consequência, houve grande congestionamento na Avenida Presidente Vargas. O objetivo dos manifestantes era se deslocarem em direção à Cinelândia, onde pretendiam se encontrar com um outro protesto convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). 

De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, a pista lateral da Avenida Pres Vargas chegou a ser momentâneamente interditada, no sentido Candelária, a partir da Avenida Passos. O desvio de tráfego da pista lateral da Presidente Vargas foi feito pela pista central, sentido Candelária, e pela avenida Passos. CET-Rio e Polícia Militar atuaram no local.

Aproximadamente às 19h, a Avenida Rio Branco foi totalmente liberada, após interdição no trecho entre a Avenida Almirante Barroso e a Cinelândia. Então, a Avenida Graça Aranha passou a ficar interditada, assim como as ruas Araújo de Porto Alegre e Santa Luzia.


Você pode gostar