Protesto contra a terceirização interrompe o trânsito no Centro do Rio

Manifestantes da Central Única dos Trabalhadores também repudiam as MPs 664 e 665 e ajuste fiscal feito pelo governo

Por O Dia

Rio - Um protesto contra a terceirização, medidas provisórias 664 e 665 e política de ajuste fiscal inplementada pelo governo, organizado por integrantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), com aproximadamente 200 pessoas, interditou a Avenida Rio Branco e causou lentidão para quem seguia no sentido Aterro do Flamengo da via. O grupo saiu da Candelária às 17h30 já pela Rio Branco.

Como os manifestantes não ficaram parados, mesmo com o bloqueio da via, o Centro de Operações do Rio apenas sugeriu que os motoristas evitassem circular pela região ou, se fossem para a Zona Sul da cidade, seguissem pela Avenida Passos, para chegar aos bairros Flamengo e Lapa. A Via Binário, que poderia ser uma opção, também apresentou lentidão devido à chuva, condição que normalmente retarda o trânsito no Rio.

Últimas de _legado_O Dia 24 Horas