Chegada de frente fria causa ventania na Região Metropolitana do Rio

Podem ocorrer pancadas de chuva com intensidade moderada a forte a qualquer hora. Ventos de 71,3 km/h foram registrados em Copacabana por volta das 13h

Por O Dia

Telha cai sobre rede elétrica no bairro Jardim 25 de Agosto%2C em CaxiasSeguidor %40marquinhodc

Rio - A chegada de uma nova frente fria provocou e ainda provoca em alguns pontos da Região Metropolitana do Rio uma forte ventania na tarde desta quinta-feira. Podem ocorrer pancadas de chuva com intensidade moderada a forte a qualquer hora.

O Centro de Operações da Prefeitura carioca divulgou que a rede do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou ventos de 71,3 km/h em Copacabana, na Zona Sul, e de 52,2 km/h na Vila Militar, Zona Norte, por volta das 13h. Minutos antes, às 12h57, segundo o Climatempo, o aeroporto Santos Dumont reportou que rajadas de vento, com velocidade de até 55 km/h, atingiam o local. No entanto, segundo a Infraero, a operação no aeroporto era normal. Também não houve alteração no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, o Galeão, que, segundo a Riogaleão, opera normalmente. Ambos estão abertos e funcionando em condições visuais.

LEIA MAIS: Rio terá chuva até sexta

Na Ponte Rio-Niterói, onde a ventania foi ainda mais intensa, motoristas chegaram a reduzir a velocidade de seus carros para evitar que os veículos fossem arrastados ou até que eles se envolvessem em acidentes. A PRF disse estar atenta e que, apesar de tudo, o tráfego na via segue liberado nos dois sentidos. A Ecoponte disse que avisou aos motoristas sobre os ventos fortes por meio dos painéis de mensagens variáveis instalados ao longo da via.

Nas redes sociais, internautas relataram que a força dos ventos derrubou telhas sobre a rede elétrica no Jardim 25 Agosto, em Duque de Caxias. Parte do bairro estaria sem energia, no entanto, a informação ainda não é confirmada pela Light. Ainda na Região Metropolitana, há relatos de ventos fortes em Niterói.

GALERIA: Amanhecer no Parque Nacional da Tijuca

Na capital fluminense, os relatos de ventos fortes ocorrem em bairros das zonas Oeste, Norte e Sul, como Ipanema, Barra da Tijuca, Barra de Guaratiba e Sepetiba. Em Rocha Miranda, moradores disseram que a ventania levantou a poeira das ruas e carregou até sacolas de lixo. O mesmo problema foi relatado na Ilha do Governador. "Ventos fortes na região da Estrada das Canárias trazendo muita sujeira pra pista", aletrou um motorista no Twitter.

Amanhecer no Parque Nacional da Tijuca nesta sexta-feiraFoto%3A Carlos Monteiro

Frente Fria

A quinta-feira começou com céu parcialmente nublado e névoa úmida em áreas isoladas do Rio. A nebulosidade aumentou ao longo da tarde, acompanhada de rajadas de vento moderadas a ocasionalmente fortes, devido à chegada de uma frente fria que já estava prevista.

Para o período da noite desta quinta-feira e madrugada desta sexta-feira, estão previstas pancadas de chuva isoladas. Amanhã, o dia deve amanhecer com chuva em forma de garoa, mas, com a chegada de uma massa de ar seco, a tendência é que a nebulosidade diminua e o sol apareça ao longo do dia.

Últimas de _legado_O Dia 24 Horas