Por tiago.frederico
Publicado 13/01/2016 11:40 | Atualizado 13/01/2016 23:56

Rio - Uma van que transportava passageiros capotou, na Via Light, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, na noite desta terça-feira, deixando dois mortos e 19 feridos feridos. Passageiros contaram que o motorista levava usuários acima do limite, estava acima do limite de velocidade permitido e, no momento do acidente, estaria tentando fugir de uma fiscalização realizada pelo Detro na região. Ele foi preso.

Alexandre Feitosa%2C motorista da Van%2C autuado por homicídio culposoFoto de leitor

Um dos mortos é Pedro H. Neto, de 33 anos. O outro ainda não teve a identificação divulgada. Ele seria um homem de aproximadamente 20 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros e pela Prefeitura de Nova Iguaçu, que também atendeu à ocorrência, por meio do Samu.

Os feridos foram encaminhados para os hospitais Geral de Nova Iguaçu (HGNI), no bairro da Posse, e Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias. De acordo com o HGNI, as 17 vítimas que deram entrada na unidade foram atendidas pelas equipes de plantão da unidade.

Três vítimas permanecem internadas no hospital de Nova Iguaçu. São elas: Evandro Pinheiro Fernandes, 40 anos, que sofreu traumatismo craniano; Maria das Graças da Silva, 56 anos, que teve uma fratura na mão e tem quadro de saúde estável; e Nair Pereira Campos, 81 anos, que sofreu uma fratura de fêmur e também apresenta quadro de saúde estável.

Para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, de acordo com os bombeiros, foram encaminhados Ana Cristina L. de Lima, 33 anos; e Sidnei P. dos Santos, de 37 anos. O estado de saúde deles ainda é desconhecido.

Motorista autuado por homicídio

O motorista da van foi ouvido na 52ª DP (Nova Iguuaçu) e autuado por homicídio culposo (quando não há intensão de matar). A delegacia instaurou inquérito para apurar os fatos. Os corpos das vítimas fatais foram encaminhados para o IML da região, que fará a identificação da vítima cuja identidade ainda é desconhecida.

Em nota, a Polícia Civil afirmou que aguarda a melhora no quadro de saúde das vítimas feridas para prestarem depoimento na delegacia. Os agentes procuram imagens de câmeras de segurança instaladas na região para análise. "A polícia aguarda o resultado dos laudos periciais", afirmou, em nota.

A Secretaria de Transportes informou que a van passou por vistoria em novembro e toda documentação do veículo e do motorista estava em dia. O órgão vai abrir um processo administrativo para apurar as condições em que o motorista trabalhava. Caso sejam constatadas irregularidades, ele pode ter a licença cassada.

Você pode gostar