Por tiago.frederico

Rio - A circulação de trens nos ramais Santa Cruz e Belford Roxo, da SuperVia, ocorre com atrasos, afetando o deslocamento de milhares de passageiros, na manhã desta segunda-feira. No primeiro, duas composições apresentaram problemas e precisaram passar por vistoria. Já no segundo, a concessionária faz manutenção em trecho da linha férrea.

As ocorrências no ramal Santa Cruz foram registradas nas estações Engenho de Dentro, na Zona Norte, e Central do Brasil, no Centro. Nesta última, passageiros tiveram que desembarcar e aguardar na plataforma da estação até que técnicos fizessem uma vistoria. O outro trem estava sem passageiros. Os intervalos estão irregulares no ramal Santa Cruz.

Passageiros que dependem do ramal Belford Roxo também podem notar atrasos na circulação nesta segunda-feira. É que a SuperVia realiza reparos em cabos da rede aérea entre as estações Costa Barros e Pavuna. No último sábado, um trem que seguia em direção ao Centro teve a viagem interrompida na estação Costa Barros após um dos pantógrafos (equipamentos que ligam o trem à rede aérea) atingir um colchão que havia sido jogado sobre os cabos da rede aérea entre aquelas estações. Com o impacto, o colchão pegou fogo, prejudicando a circulação.

Em nota, a SuperVia disse que repudia ações que danificam o patrimônio público e colocam em risco a segurança da operação ferroviária. "Objetos como esses, arremessado contra um trem de passageiros, podem atingir pantógrafos, provocar graves danos aos cabos da rede aérea, prejudicar o fornecimento de energia a diversos ramais e até mesmo paralisar temporariamente a circulação de trens, causando transtornos à locomoção de milhares de passageiros", explicou a concessionária.

Neste domingo, das 10h50 às 18h35, milhares de passageiros dos ramais Deodoro, Santa Cruz e Japeri foram afetados devido um furto de cabos do sistema de sinalização, identificado pelo Centro de Controle Operacional da SuperVia nas proximidades da estação Oswaldo Cruz (ramal Deodoro). De acordo com a concessionária, foram furtados quatro cabos, de aproximadamente cinco metros cada um.

Você pode gostar