Por ramon.tadeu

Rio - O documentário ‘Setenta’, dirigido por Emília Silveira, vai ter uma pré-estreia nacional terça-feira, às 19h, no Cine Clube Banga, que funciona no Espaço Cultural Sylvio Monteiro, em Noa Iguaçu. O filme entra em cartaz dia 29 nos cinemas de todo o país.

Recheado de cenas de perseguições, prisões, sequestros e mortes, a película fala sobre o momento ápice da ditadura militar no Brasil que durou 21 anos.

Além disso, revela quem são protagonistas que vivenciaram essa conturbado período, o que pensam, como conduzem hoje suas vidas, o que mudou, o que ficou dos ideais e dos sonhos da juventude, além de quem eram eles, aos 20 anos, o que pensavam e o que esperavam do futuro.

“É a história de jovens que sonhavam mudar o mundo e entraram numa guerra”, ressalta o produtor Cavi Borges. Ele destaca ainda que “hoje, aqueles ‘guerrilheiros urbanos’ são professores, políticos, executivos, donas de casa que, muito jovens, foram presos, torturados, exilados”. O roteiro é da jornalista Sandra Moreyra e, de acordo com ela, “mistura a emoção de revisitar o passado com uma visão, às vezes, até bem humorada de tudo que viveram”.

O espaço fica na Rua Getúlio Vargas 51, no Centro. Informações pelo 2667-2157.

Você pode gostar