Por felipe.carvalho
Matos: fraudes em nomeaçõesFabiano Veneza

Servidores da Prefeitura de São João de Meriti denunciam o atraso no pagamento dos salários. Apesar de os profissionais de algumas secretarias estarem com a situação regularizada, muitos ainda sofrem com a falta do vencimento. É o caso de parte dos aposentados pelo município, que ainda não recebeu o valor referente a julho.

“Imagine um aposentado que recebe R$ 724 , com quase 50 dias de atraso. Estamos sofrendo muito”, reclamou um aposentado, que preferiu não se identificar.

Recentemente, a prefeitura descobriu fraudes na distribuição de cargos e em nomeações de funcionários. “Havia pessoas recebendo sem trabalhar”, comentou o prefeito Sandro Matos, que apontou essas irregularidades como o principal motivo dos desfalques no orçamento do município. Uma auditoria interna foi feitas, e o resultado foi enviado à Procuradoria.

Para contornar o problema, a prefeitura começou a recadastrar os servidores. A intensão é cortar da folha de pagamentos funcionários-fantasmas e profissionais faltosos. A receita destinada a pagamentos dos 8.500 servidores do município é de aproximadamente R$ 19 milhões. São 4.200 cargos comissionados e 4.300 efetivos. O recadastramento será concluído até o fim de outubro.

Ao contrário da versão dos servidores, o prefeito afirma que os salários de julho foram pagos e que nunca houve atraso de três meses. “Hoje, o atraso é de sete dias, já que a Lei Orgânica determina que os pagamentos sejam efetuados até o 10º dia útil”, afirma o prefeito.

Você pode gostar