Por marcelle.silva

Estudantes e professores do Colégio Estadual Presidente Kennedy, em Belford Roxo, tiveram esta semana uma manhã especial para comemorar o Dia da Consciência Negra, com direito a música, poesia e palestra. É que a aula contou com a presença de um belforroxense ilustre, o músico Paulo Roberto da Rocha Gama, o Da Ghama, ex-integrante e um dos fundadores do grupo Cidade Negra. Ele levou à unidade algumas das atividades que desenvolve há 10 anos em seu projeto social sobre cultura negra. Na terça-feira, será a vez da Escola Santa Tereza, também em Belford Roxo.

Da Ghama%2C ex-músico do Cidade Negra%2C falou sobre o tema e interagiu com os alunosDivulgação

Foram abordados diversos assuntos como preconceito, desigualdade racial, cultura e inclusão. O cantor falou sobre a Lei 10.639, que torna o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana obrigatório nas redes públicas e particulares.. O objetivo, segundo ele, é que o adolescente tenha uma visão mais justa sobre essas questões. “Tento desmistificar a imagem de que a vida do artista é distante da que vivem. Sou um trabalhador, como eles podem ser no futuro, basta focarem no estudo”, afirmou.

Após a palestra, foi realizado um sarau, onde os alunos recitaram poesias de autores afro-brasileiros. “Quase não ouvimos falar em cultura negra. Esse evento abriu espaço para o nosso conhecimento cultural. Foi uma oportunidade de mostrar o que a cultura negra tem de bom”, disse o estudante Tiago Alencar, 18 anos.

Canja

Da Ghama cantou e tocou

As atividades no colégio foram encerradas com música. Da Ghama deu uma canja de voz e violão e convidou os estudantes para cantarem com algumas de suas músicas. “Essas atividades funcionam como resgate da cultura africana. Os alunos e professores ficam muito animados. Foi uma troca muito rica”, ressaltou a diretora adjunta, Tânia Mara de Oliveira Gaia.

Foi em Belford Roxo que a carreira de Da Ghama despontou após fundar o grupo Cidade Negra em 1986. Após 20 anos na banda, investiu na carreira solo. Em janeiro, vai lançar o segundo disco, o ‘Baixafrikabrasil’, que abordará questões sociais, além de ecologia e o amor.

Você pode gostar