Aposta na categoria de base

Mistura de jogadores jovens com os mais experientes é a fórmula do Nova Iguaçu FC para disputa do Carioca.

Por O Dia

Nova Iguaçu Futebol Clube encontrou uma fórmula para superar a sua melhor marca em um campeonato carioca da primeira divisão: o oitavo lugar no ano passado. Vai investir em um time formado por jovens revelados nas categorias de base, mas sem deixar de lado os experientes. Faltando pouco menos de um mês para o início da disputa, o Laranja da Baixada já treina forte para a estreia contra o Tigres do Brasil, no dia 1º de fevereiro, que jogará em casa no Estadio de Los Larios, em Xerém, Duque de Caxias. O campeonato termina dia 3 de maio.

Treinamentos acontecem seis vezes por semanaAlexandre Vieira / Agência O Dia

A folha salarial mensal do clube gira em torno de R$ 120 mil. Cerca de 70% dos jogadores do elenco profissional foram formados nas divisões de base. As novidades para a próxima temporada ficam por conta de atletas rodados como o goleiro Henrique Gulpilhares, de 33 anos, que já defendeu o clube em 2009 e jogou também por times tradicionais do Rio como Olaria, América e Duque de Caxias, e o meia atacante Dudu, 34, que atuou no ano passado pelo Bonsucesso e teve passagens também pelo Cruzeiro, Botafogo e Vitória. Completam a lista de reforços o lateral esquerdo Rodrigues, 28, o meia de ligação André Mello, 28, e o atacante Gean Moreno, 26.

Outra novidade é o novo comandante: Eduardo Allax, que carrega na bagagem passagens por Duque de Caxias, Resende e o Gama, de Brasília. O maior feito na carreira do profissional veio em 2013, quando levou o time do Resende às semifinais do Estadual e foi eleito o segundo melhor técnico do Campeonato Carioca, atrás somente de Oswaldo de Oliveira que na ocasião foi campeão com o Botafogo.

Os treinamentos acontecem seis vezes por semana, sempre pela manhã. Segundo Allax, os trabalhos físicos de força e potência foram prioridades até o fim do ano. “ Já temos um elenco fechado, que é o mais importante. A partir de agora vamos começar a montagem do time titular e o trabalho tático. O que me deixa tranquilo é que temos um elenco nivelado, ou seja, quem entrar em campo dará conta do recado”, diz, otimista, o treinador.

A esperança de gols está no jovem atacante Marlon dos Santos, 19, efetivado no time profissional após ser artilheiro do campeonato carioca de juniores ano passado, com 21 gols. O atleta se inspira em exemplos da casa, como os jogadores Cortez, Amaral, William Barbio e Biro Biro. “Vou dar o meu máximo para ajudar o clube, fazer gols e ser a revelação”, garante.

O Nova Iguaçu tem como um de seus diferenciais a estrutura.. O Centro de Treinamento conta com cinco campos de futebol, além do estádio (Laranjão) que tem capacidade para 2 mil pessoas. O clube ainda tem alojamento para os atletas, centro médico, duas academias e uma piscina térmica e coberta.

Certificado da CBF de clube formador

O trabalho nas categorias de base rendeu ao Nova Iguaçu o certificado de clube formador emitido em 2013 pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), uma espécie de registro dado às equipes especializadas na revelação de jogadores. Segundo o presidente Jânio Moraes, o documento garante, dentre outras coisas, uma série de questões jurídicas, a principal delas a indenização pela não assinatura do primeiro contrato de trabalho desportivo.

Time terá no comando Eduardo Allax%2C que já treinou o Duque de Caxias%2C Resende e o Gama%2C de BrasíliaAlexandre Vieira / Agência O Dia

“Antes, os times grandes vinham aqui e levavam com facilidade nossos jogadores, isso estava matando a célula principal do futebol brasileiro que é o clube. Nós temos a necessidade de negociar um ou dois jogadores por ano, mas sem fugir da filosofia que é cada vez mais aproveitar os atletas formados aqui”, frisou.

O campeonato carioca será disputado por 16 clubes em turno único, em 15 rodadas. Os quatro primeiros colocados se classificam para as semifinais. O time de melhor campanha na primeira fase conquista a Taça Guanabara e tem a vantagem do empate na fase decisiva (semifinais e final).

Já entre as equipes pequenas, a que tiver o melhor desempenho nos confrontos diretos, sem contar contra Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo será a campeã da Taça Rio.


Evangelização através do futebol em Queimados

Uma das regras é a inclusão de até três jogadores por equipe que não sejam cristãos. Competição terá 22 equipes

É difícil imaginar uma partida de futebol onde os jogadores não falem palavrões, a média de cartões seja baixíssima e o juiz dosaia do jogo sem ser xingado. Isso acontece no Campeonato Evangélico de Futebol de Queimados, onde o que vale de verdade é a evangelização através do esporte.

A competição teve início ontem e durante os próximos cinco meses promete reunir cerca de 600 atletas, que vão trocar a Bíblia pela bola. São 22 equipes divididas em dois grupos com 11 times cada. Todas as partidas são com entrada franca.

Na fase de grupos, as equipes duelam entre si e se classificam as oito melhores para a próxima fase. A partir desta etapa começa o mata-mata.

O campeonato reúne as principais igrejas evangélicas da cidade. Além da disputa pelo título tem a missão de converter os jogadores à fé protestante. Para isso, uma das regras do campeonato é a inclusão de até três atletas, por equipe, que não façam parte de nenhuma denominação evangélica. De acordo com o presidente da Liga Evangélica Independente de Queimados, Claudinei dos Santos, a competição serve para interação entre as igrejas e para a conversão de mais adeptos para à fé evangélica. “Hoje os evangélicos na cidade se conhecem mais, se tornam mais próximos por causa do esporte. Muitos jovens também conheceram a palavra de Deus a partir do esporte”, afirmou.

O secretário de Esporte e Lazer de Queimados, Luiz Carlos Monteiro, ressaltou a força do segmento evangélico na cidade: “Temos um grande número de pessoas da religião protestante, que gosta de futebol, e os campeonatos realizados são sempre marcados pelo clima de paz e cordialidade. É um sucesso”, comentou Monteiro.

A primeira rodada teve os seguintes confrontos: ADEQ x Assembleia de Jd. Excelsior, Fontinha x São José, Semeando Fé x Mannain, Nova Aliança x Rompendo em fé, RABT x IPMAD, Força Jovem x Juventude, Beira-Sara X Quandrangular, Comunidade X Metodista, Deca x Assembleia do Belmonte, Boas Novas x Assembleia de Vista Alegre. Folgaram Assembleia do Plumo e Casa da Bênção.

Últimas de _legado_O Dia na Baixada