Atendimento também aos sábados para pessoas que sofrem com alergias

Projeto Brasil Sem Alergia trata de graça pacientes que moram em Duque de Caxias e Nova Iguaçu

Por O Dia

Seja em casa, no trabalho ou até mesmo no carro, o ar-condicionado é a solução para acabar com o calor nos dias quentes de verão. No entanto, ele pode ser prejudicial à saúde, se cuidados essenciais não forem tomados. É o que aponta o coordenador técnico do projeto social Brasil Sem Alergia, o médico Marcello Bossois. Para controlar o crescimento de alérgicos na Baixada, as unidades do projeto passaram a abrir também aos sábados.

As unidades recebiam cerca de 600 pessoas por semana, agora o número subiu para 750. Os atendimentos são de graça e podem ser feitos em Xerém, Centro de Duque de Caxias, e na Cruz Vermelha de Nova Iguaçu. De acordo com Bossois, a maioria dos pacientes sofre com doenças alérgicas de causa respiratória como asmas e bronquites.

“O clima seco, somado à enorme poluição, torna o ambiente mais propício para o surgimento das alergias. A região é um grande parque industrial, o que provoca a liberação de gases poluentes nocivos à saúde”, diz o médico. Ele diz que uma boa maneira de prevenir o problema é limpar os filtros do aparelho semanalmente e fazer a manutenção a cada seis meses.

A dona de casa Rita Gomes, 57 anos, se trata há dois anos na unidade de Caxias. Ela diz que a cada três meses vai ao local para receber os medicamentos. “Tinha alergia a tudo, pelo de cachorro, poeira, fungos e ácaros. Depois que passei a me cuidar consegui controlar a doença e levo uma vida normal”, frisa.

Cidades estão entre as que mais poluem

Segundo o Instituto Saúde e Sustentabilidade (ISS), o índice de poluição do ar em Caxias e Nova Iguaçu supera em três vezes o tolerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A constatação foi feita por estudo realizado entre 2006 e 2012 e divulgado em outubro do ano passado. O levantamento apontou ainda que as duas cidades também despontam como as que mais oferecem risco de morte por doenças relacionadas ao ar poluído.

A Prefeitura de Duque de Caxias informou que vai elaborar até o primeiro semestre um inventário industrial com as fábricas da região para reduzir a emissão dos gases de efeito estufa. Já a Prefeitura de Nova Iguaçu disse que já iniciou um estudo para identificar os causadores dos poluentes e que o resultado está previsto para esta semana.


Últimas de _legado_O Dia na Baixada