Duque de Caxias recebe Festival do Conselho Brasileiro de Dança

Evento acontece nos dias 20, 21 e 22 de março, no Teatro Raul Cortez

Por O Dia

Entre os dias 20 e 22 de março, de 9h às 19h, o teatro municipal Raul Cortez ( Praça do Pacificador s/nº), em Duque de Caxias, será palco pela primeira vez do Festival da Confederação Brasileira de Dança (CBDD)/Regional Rio de Janeiro, um dos mais importantes do Brasil. Nesse período, companhias de diversos estados, inclusive Rio de Janeiro, mostrarão ao público caxiense o que há de melhor da dança no país. Funcionários públicos, idosos e estudantes pagam meia, R$ 15, a inteira custa R$ 30. já crianças até sete anos não pagam entrada.

Para o secretário municipal de Cultura e Turismo, Jesus Chediak, essa experiência ajudará o município a colher bons frutos no futuro. “Desde que chegamos a Duque de Caxias constatamos que a dança é muito forte no município. Temos diversos talentos, como a bailarina Carollina Bastos que ganhou uma bolsa de estudos e agora está na Alemanha. Por isso, meu sonho é constituir no município uma Companhia Permanente de Dança. Tenho conversado com a Denise (Acquarone) e temos avançado no assunto. A realização do Festival da CBDD é uma forma de movimentar a cidade e a dança para a realização desse sonho”, destacou.

Durante muitos anos, sob o comando de Mariza Estrella, o Festival do CBDD foi referência para dança no país. E é justamente esse prestígio que Flávia Burlini, escolhida pela atual presidente Gisela Vaz para assumir a vaga de delegada do Conselho Brasileiro de Dança do Rio de Janeiro, pretende resgatar para o evento.

“Quando assumi a posição de delegada da CBDD do Rio de Janeiro senti a necessidade de resgatar esse festival no estado. Então realizei a primeira edição regional em Resende, em 2013 e agora trouxemos para Caxias. O sucesso durante as inscrições foi tão grande que acredito que para o próximo ano teremos que aumentar o número de dias, porque apenas três será pouco tempo”, afirmou Flávia, que foi uma das vencedoras do festival quando tinha 12 anos.

Apesar de ter como objetivo principal a divulgação da dança, a confraternização e o intercâmbio de experiências, o festival do CBDD/RJ também possui um caráter competitivo. A novidade desse ano é a premiação da categoria infantil até o quinto lugar. Segundo Flávia Burlini, uma forma de estimular ainda mais as crianças. O corpo de jurados será formado por 10 pessoas, sendo que cada dia serão cinco julgadores.

Baixada Fluminense presente

Ao confirmar a realização do festival do CBDD/RJ em Duque de Caxias, o secretário Jesus Chediak fez questão de se reunir com professores e companhias de dança da Baixada Fluminense para convidá-los a participar. Para ele, essa é uma forma de estimular ainda mais a dança na região.

Professora da Escola de Dança Adriana Miranda, de Duque de Caxias, Mayana Pena, de 21 anos, acha ótimo ter o festival dessa importância na cidade. “Minhas alunas estão muito empolgadas. Todo dia me perguntam sobre o festival. Esse é um grande estímulo para quem está começando na dança”, disse.

O festival do CBDD/RJ vai contar também com o apoio das secretarias municipais de Defesa Civil e Políticas de Segurança; Serviços Públicos; e Ações Institucionais e Comunicação.



Últimas de _legado_O Dia na Baixada