Por paloma.savedra

Rio - Vereador de Mesquita, na Baixada Fluminense, Flavio Nakan (PT) morreu de parada cardiorrespiratória na madrugada deste domingo, aos 44 anos, na Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, em Nova Iguaçu. O político havia sido internado na unidade na última segunda-feira, para retirada de uma colostomia, e chegou a receber alta neste sábado. Ele usava a bolsa há oito meses após passar por uma cirurgia de apendicite e diverticulite.

Vereador Flávio Nakan morreu de parada cardiorrespiratória na madrugada deste domingo%3B Ele deixa mulher (Josy) e filho%2C o pequeno JoãoReprodução Facebook

O corpo do vereador será velado a partir das 14h deste domingo, na Câmara dos Vereadores, a partir das 14h. O enterro será amanhã, às 11h, no cemitério Jardim da Saudade, em Mesquita.

"Mas ele estava bem. Não se queixou de nada. Eu é que percebi a respiração dele ofegante e decidi levá-lo ao hospital. Ela já estava desacordado, mas não morto. Os médicos tentaram várias vezes reanimá-lo, mas não foi possível. O que ele mais queria era viver para curtir o filho (João, de 1 ano)", disse, chorando, o irmão de criação do vereador, Eduardo Barbosa, o Duda. 

A vereadora Cris Gêmeas (PT) lamentou a morte do amigo. "Estou no meu primeiro mandato mas conheço o Nakan há muito anos. Ele sempre foi minha referência. Nakan foi um exemplo de luta e superação. Perdi um amigo de longa data e o município perde um grande vereador", disse Cris.

Você pode gostar