Vanessa Assenoff: Baixada Ligada

Justiça proíbe forró na feira em Duque de Caxias

Por O Dia

A Justiça suspendeu, a pedido do Ministério Público estadual, as atividades musicais do evento tradicional Forró na Feira, em Duque de Caxias, realizada no Centro da cidade, na Avenida Presidente Vargas, próximo ao Hospital Daniel Lipp. A liminar foi concedida em ação civil pública ajuizada pela 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Duque de Caxias, pelo juízo da 3ª Vara Cível de Duque de Caxias. Segundo o MP, por ser próximo ao hospital, o evento causa desconforto aos pacientes, além de incomodar os moradores com poluição sonora. Laudos de emissão de ruídos foram anexados ao processo.

O promotor de Justiça, Jose Marinho Paulo Junior, sugeriu mudança de local. “Há sempre o limite do respeito ao outro. Qualquer que seja o tipo de música tocada — e a liminar veda todos eles —, deve-se ter, no mínimo, compaixão com quem enfrenta dor. Certamente haverá outro lugar nesta grande cidade em que o evento será acolhido”, ressaltou.

LICITAÇÃO IRREGULAR I

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) multou o prefeito de Japeri, Ivaldo Barbosa, o Timor, em R$ 6.779,75 por irregularidades na licitação dos shows dos grupos Pixote, Nada Igual e do cantor Belo, que se apresentaram na cidade, em junho de 2010.

LICITAÇÃO IRREGULAR II

Segundo o TCE, a Prefeitura de Japeri pagou R$ 160 mil à empresa Elite 2000 Comércio de Mobiliários Ltda e não apresentou as procurações assinadas pelos artistas outorgando a empresa a prerrogativa de representá-los e nem detalhou os custos do evento.

NOVA RAINHA DE BATERIA

A modelo Sandra Mattos é a nova Rainha de Bateria da Inocentes de Belford RoxoDivulgação








A atriz e modelo Alessandra Mattos é a nova rainha de bateria da Inocentes de Belford Roxo. A moça esteve presente na entrega da sinopse do enredo ‘Cacá Diegues - Retratos de um Brasil em cena’, na última quarta-feira, na quadra da escola. “O tema fala de cinema que é uma das minhas grandes paixões”, disse ela, que já foi rainha por cinco anos da Estácio de Sá.







BASTIDORES

Além da multa de Japeri, o TCE decidiu também que os ex-presidentes da Câmara de Duque de Caxias Divair Alves de Oliveira e Dalmar Lírio Mazinho de Almeida terão que ressarcir aos cofres públicos R$ 22,5 milhões, decorrente de irregularidades cometidas na contratação de funcionários terceirizados pela Casa, de 2006 a 2012. Representantes legais das empresas Locanty e SCMM Serviços de Limpeza e Conservação também foram responsabilizados pelo dano.

O TRE-RJ multou em R$ 3 mil o deputado federal Celso Pansera (PMDB) e os suplentes de deputado federal Dica (PMDB) e Leonardo da Vila (SD) e de deputado estadual Ricardo da Karol (PMDB), todos de Caxias, por propaganda irregular. Eles podem recorrer da decisão.



Últimas de _legado_O Dia na Baixada