Belford Roxo sai na frente e lança Caderneta da Gestante

O projeto será implantado nas unidades de saúde da cidade na primeira semana de junho

Por O Dia

Para melhorar o atendimento às futuras mamães em Belford Roxo, a prefeitura da cidade lançou hoje a Caderneta da Gestante. O projeto é um importante instrumento, que visa melhorar todo o pré-natal e ajudar a erradicar a mortalidade materna.

A Caderneta da Gestante vai ser implantada nas unidades da rede de saúde de Belford Roxo já na primeira semana de junho, em conjunto com o Prontuário do Pré-Natal, outro mecanismo que passará a ser usado para padronizar e melhorar o atendimento às gestantes.

Tanto o Prontuário do Pré-Natal como a Caderneta da Gestante são dois instrumentos que nunca haviam sido utilizados na cidade, bem como nos municípios da Baixada Fluminense. A utilização deles atende às normas do Ministério da Saúde, através da Legislação da Rede Cegonha, no que diz respeito ao pré-natal e à saúde da gestante. Com a utilização devida desses formulários o município passa a ter melhores condições de prestar um atendimento de excelência às mães, garantindo mais benefícios para elas e seus filhos.

Ambos registros são únicos para cada paciente e tem objetivo de organizar em um mesmo padrão as informações sobre as gestantes, o período gestacional, seus históricos de saúde, entre outras informações. Esses formulários vão facilitar para o encaminhamento ao parto, suporte durante a gravidez e também, no pós-parto. Eles ainda ajudam no fortalecimento o projeto de implantação do pré-natal na rede municipal.

“Nós somos a primeira cidade da Baixada a se adequar a essa determinação da rede cegonha. Nossas principais intenções são erradicar a mortalidade materna e oferecer um pré-natal de qualidade para as futuras mães. Esses instrumentos são muito importantes para reunir os dados das gestantes e prestar um atendimento especial para cada uma”, disse Maricélia Ezequiel, coordenadora do projeto.

Além desses, a prefeitura também vai implantar na rede de atendimento um prontuário de atendimento para mulheres, gestantes ou não, que sejam portadoras de sífilis. O registro também tem objetivo de ampliar e melhorar o atendimento para pessoas diagnosticadas com a doença.

Últimas de _legado_O Dia na Baixada