Pilates: aula que pode ser feita por todos

Eficácia do resultado pode ser medida pelo sucesso que a atividade demostra

Por O Dia

Morador de Nova Iguaçu, Luiz Mário Guimarães, 71 anos, sofria com dores na região lombar sempre que realizava grandes esforços. Ele estava fora de forma quando resolveu fazer aulas de pilates, um complemento às caminhadas que realiza diariamente. “Melhorei bastante meu condicionamento físico e minha saúde melhorou 100%. Me sinto muito mais disposto e preparado para encarar o que aparecer pela frente”, entusiasma-se.

A fisioterapeuta Fabiana Silva orienta e auxilia a aluna usando a bola na aula de pilates%2C em Nova IguaçuRENATO FONSECA

Há um ano e meio o idoso é aluno do Studio de Pilates Fabiana Silva (rua Dr. Mário Guimarães 318, sala 705, Centro, Nova Iguaçu, tel.: 2797-4608). Proprietária do estúdio que leva seu nome, a fisioterapeuta Fabiana Silva destaca a importância desse tipo de exercício e garante que a eficácia é a razão do boom do pilates na Baixada. “O pilates trabalha com o fortalecimento muscular, alongamento, equilíbrio, coordenação motora e respiração. Assim o aluno obtém uma melhor qualidade de vida, aliviando dores musculares e tensões, principalmente no tratamento da hérnia de disco e no pós-operatório de joelho, ombro e coluna, cujas regiões se fortalecem com os exercícios. Trabalha com a parte estética devido ao enrijecimento muscular e uma melhor postura do paciente”, explica a fisioterapeuta.

O estúdio tem um ano e meio,e tem uma média de 70 alunos por mês. Segundo a proprietária Fabiana, o diferencial de seu trabalho é a dedicação ao que faz. Cada aula dura uma hora e tem seis alunos, orientados por dois fisioterapeutas.Os valores das mensalidades variam de R$ 140 a R$180, de acordo com o número de aulas semanais, de duas a quatro vezes.

Últimas de _legado_O Dia na Baixada