Por marcelle.abreu

As cidades da Baixada continuam em estado de alerta para prevenir e combater as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Informações da secretaria de Saúde de Duque de Caxias relatam que de janeiro até dezembro foram registrados 401 casos de dengue, e 466 de zika vírus. Em Belford Roxo existem 18 pessoas com suspeita de zika. Mesquita teve um caso de febre chicungunya, 81 casos de dengue e quatro casos de zika, até o momento. Em São João de Meriti, há 149 casos de zika vírus, com 67 notificações em gestantes (45 residentes do município). Quanto à dengue, são 631 casos (588 em moradores do município).

Funcionários visitam casas e lojas comerciais nos bairros de Queimados DIVULGAÇÃO/ PMQ

Nova Iguaçu registrou 382 casos de suspeita de zika vírus e 97 casos de dengue ao longo de 2015. Queimados foi a primeira cidade da região a notificar casos de zika, que já chegaram a 300, incluindo duas gestantes.

Na sexta-feira, em Queimados, cerca de 200 pessoas, entre eles 162 agentes de endemias, servidores, o prefeito Max Lemos e a secretária de Saúde, a médica Fátima Sanches, distribuíram panfletos nas residências e comércio local. Também foram montadas tendas para esclarecer a população sobre os cuidados, sintomas e tratamento das doenças transmitidas pelo mosquito, com encaminhamento para consultas e exames nos postos de saúde. Funcionários aferiram a pressão arterial e distribuíram preservativos, entre outros serviços.

Nova Iguaçu promoveu o seu Dia Z contra a zika ontem. Cerca de 600 agentes da Vigilância Ambiental atuaram em seis bairros de Nova Iguaçu. Cerca de 600 agentes de Vigilância Ambiental fizeram visitas domiciliares, mutirão de limpeza, circularam com carro fumacê, recolheram pneus e distribuíram panfletos orientando a população em geral sobre o combate ao mosquito e também com informações específicas para as grávidas.

A ação ocorreu simultaneamente nos bairros Cerâmica, Cabuçu, Austin, Comendador Soares, Miguel Couto e Santa Rita. E já começou a funcionar o telefone 0800-0257970, tirar dúvidas de gestantes com suspeita de zika. Para denunicar focos do Aedes aegypti, o telefone é 2668-2300.

Você pode gostar