Por julia.amin

Nova Friburgo - A sétima edição do Festival de Truta de Nova Friburgo começou ontem e vai até 24 de novembro. Ao todo, 64 restaurantes, hotéis e pousadas do Centro, Mury, Cônego, São Pedro da Serra, Três Picos, Lumiar, Olaria e Circuito de Moda íntima Ponte da Saudade participam do evento. Os estabelecimentos oferecem pratos com peixe especialmente preparados para o cardápio do Festival.

A expectativa do Nova Friburgo Região Convention & Visitors Bureau é de que haja um aumento de 20% no movimento dos restaurantes comparado a 2012. Hotéis e pousadas também serão beneficiados. A entidade estima 70% dos quartos ocupados no período.

Turistas e friburgueses podem experimentar os pratos especialmente preparados para o Festival de trutaDivulgação


Paralelo ao evento, estão sendo realizadas diversas atividades, tendo a truta como tema principal. Feiras gastronômicas, exposições de fotografia e workshops, incluindo história, criação e característica da pesca, constam na programação. Além disso, oficina de culinária através do Tour da Experiência nos distritos de Mury, Lumiar e São Pedro da Serra.

No mercado municipal, localizado no Centro de Nova Friburgo, no bairro conhecido como Vila Amélia, oficinas gratuitas sobre o preparo da pesca para quem chegar, através do projeto Mão na Massa.

Os visitantes podem obter informações sobre toda a programação na “Casa da Truta”, instalada no Centro de Informações Turísticas, na Praça Dermeval Barbosa – Centro de Nova Friburgo. Participam do Festival vários restaurantes, 15 pousadas e hotéis, e 20 lojas, incluindo o Circuito Turístico de Moda Íntima Ponte da Saudade. Nestes locais, encontram-se diversos produtos relacionados ao evento.

A truta é um peixe que vem ganhando espaço na preferência dos moradores da Serra, sendo cada vez mais encontrado em restaurantes, pousadas e hotéis da região.

Clima favorável
O secretário estadualde Desenvolvimento Regional Abastecimento e Pesca, Felipe Peixoto, anunciou que o governo irá abrir em Nova Friburgo um escritório da FIPERJ (Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro), para desenvolver o setor em toda a Região, tanto na criação da truta quanto na criação da tilápia. Ele falou à vice-prefeita Grace Arruda que, através desse escritório, será possível incrementar a merenda escolar com o pescado, como ocorre em outros municípios fluminenses.

Grace Arruda salientou que desenvolver a criação da truta em Nova Friburgo é importantíssimo e concordou que o peixe seja incluído na merenda, mas que esse desenvolvimento se espalhe para todos: “precisamos popularizar a truta entre os friburguenses. Por ser um peixe característico de água limpa e fria, vem se adaptando bem às condições climáticas da Região Serrana”.

Você pode gostar