Por nara.boechat
Rio - A Associação Macaé Basquete deu mais uma prova que já é uma força no Rio de Janeiro. Na noite de sexta-feira, 13, no Ginásio do Tênis Clube de Macaé — o Juquinha — a equipe conquistou o título Estadual juvenil ao bater o Flamengo por 80 x 68 (30 a 31 no primeiro tempo). Como havia vencido o primeiro duelo por 82 x 67 no dia 11, na Gávea, os comandados do técnico Léo Costa fecharam a série playoff em 2 a 0 sem a necessidade de um terceiro confronto com o adversário.
Jogadores da Associação Macaé Basquete deram mais uma prova de que já são uma força no Rio de JaneiroTiago Ferreira / Divulgação

O destaque da final foi o ala Zé, da equipe macaense. Ele saiu do banco de reservas e foi o cestinha da partida, com 25 pontos. Outro que brilhou em quadra foi o pivô Weverton, que fez um double-double (dois dígitos em dois fundamentos). Além de anotar 24 pontos, ele foi o dono do garrafão ao pegar 15 rebotes. Pelo lado do Rubro-Negro, os destaques foram Alef e Leonardo, que marcaram 23 e 21 pontos respectivamente.

“A conquista deste Estadual juvenil vem coroar a seriedade do trabalho do basquetebol em Macaé. Estamos no NBB, mas priorizamos também a formação de novos valores. Esperamos que, no futuro próximo, a base do nosso time adulto venha de nossa categoria de base”, disse o técnico.
Publicidade
O Macaé Basquete conquistou o Estadual juvenil com campanha quase irretocável. Em 22 jogos, 19 vitórias e só três derrotas (sendo uma por WO). Na 1ª fase, quando as nove equipes se enfrentaram em turno e returno, os macaenses se classificaram com a terceira melhor campanha: 13 vitórias e três derrotas.
Nos playoffs quartas-de-final, semifinal e final, a equipe sempre venceu os adversários por 2 a 0, sem a necessidade do terceiro jogo. Ao todo, o Macaé Basquete marcou 1.665 pontos no campeonato (média de 75,6 por jogo) e sofreu 1.008 (média de 45,8).