Por bianca.lobianco
Rio - Ao entrarem nas unidades que integram o Programa de Estratégia de Saúde da Família (PSF), os caxienses estão se surpreendendo com o atendimento médico que mistura português com espanhol. Na parceria com o Programa Mais Médicos do Governo Federal, Duque de Caxias recebeu 26 novos profissionais estrangeiros para reforçar e ampliar o atendimento na saúde pública da cidade. O pontapé inicial foi dado há pouco mais de um mês e a qualidade das consultas têm agradado aos pacientes.
A médica cubana Gisela vê semelhanças entre o Brasil e seu paísRafael Barreto / Divulgação

Com passagens por Bolívia e Venezuela, a médica cubana Gisela Isabel Fernandez, de 49 anos, atua no PSF de Nova Campinas, ressaltando particularidades entre a medicina aplicada no Brasil e em Cuba. “São dois países que dão atenção especial ao atendimento preventivo de doenças. Talvez o diferencial seja que, em Cuba, é um pouco mais completo, incluindo visitas domiciliares e, em casos extremos, nos locais de trabalho”, destacou a médica com especialidade em Clínica Geral.

As primeiras consultas causaram um pouco de embaraço nos pacientes ao ouvirem o sotaque espanhol da nova médica da unidade. 
Publicidade
“A língua não é uma dificuldade. Todos somos latinos. No início achavam que eu era argentina, americana ou alemã. O importante é que o médico dê um atendimento qualificado com amor, carinho e segurança”, explicou Gisela, acrescentando que a hipertensão arterial e a diabetes têm sido os diagnósticos mais comuns no atendimento.
Moradora do bairro Nova Campinas, a comerciante Rineide Valerino, de 62 anos, gostou tanto do atendimento da cubana, que já remarcou uma revisão para o prazo de um mês.
Publicidade
“É bem diferente. Achei a consulta maravilhosa. Muito bom, ela é bem cuidadosa. Na verdade, é um atendimento bem humanizado. Buscam uma riqueza de detalhes, perguntam tudo”, comentou.
O amor pela medicina ameniza a saudade que Gisela sente da filha e do marido, que ficaram em Cuba. “A saudade é grande, mas amo o que faço. O Brasil é um país maravilhoso, industrializado e com uma cultura espetacular. Com as mídias sociais, estou sempre em contato com a família”, comentou a médica com 24 anos de profissão e que ficará em Caixas nos próximos três anos.
Publicidade
Programa Mais Médicos
O Programa Mais Médicos faz parte de um pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, que prevê investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais. A iniciativa prevê também a expansão do número de vagas de medicina e de residência médica, além do aprimoramento da formação médica no Brasil.
Publicidade
Duque de Caxias conta com 32 médicos no programa, sendo 26 estrangeiros, sendo 22 cubanos, 1 português, 1 colombiano, 1 salvadorenho e 1 equatoriano. A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza transporte, alimentação e estadia dos profissionais.
“A relação com os médicos é a melhor possível. A barreira do idioma é facilmente superada. Cuba, por exemplo, é umas das referências da saúde no continente. Estão sempre apresentando projetos para melhoria da saúde no município e no atendimento aos pacientes”, destaca o diretor do Programa de Estratégia de Saúde de Família (PSF), Sandro Fernandes.
Publicidade