Por thiago.antunes

Rio - Esta quinta-feira foi de comoção em Itaperuna, no Noroeste Fluminense. Valéria Bastos Crespo, de 49 anos, esposa de Ronald Faria Crespo, o Dr. Roninho, um dos mais conhecidos médicos e políticos da região, morreu vítima de um acidente de carro em Leopoldina, na Zona da Mata mineira. Valéria viajava com o marido, quando o veículo — um Gol, com placa de Santos (SP) — foi alvejado por um objeto não identificado, que atingiu a vítima na cabeça. Dr. Roninho, de 51 anos, nada sofreu no acidente.

Ex-candidato a deputado estadual e a prefeito de Itaperuna em 2012 pelo DEM, ele foi denunciado por fraude contra o Sistema Único de Saúde (SUS), na semana passada, pelo Ministério Público Federal (MPF) de Itaperuna, junto com mais 12 pessoas.

O acidente ocorreu na BR-116, por volta das 4h40, próximo ao Trevo de Leopoldina, quando ambos viajavam para o Rio de Janeiro. Valéria chegou a ser levada para a Casa de Caridade Leopoldinense, onde já chegou morta. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), quando o carro ultrapassou um veículo de carga, um objeto perfurou o para-brisa no lado do carona e saiu pelo vidro traseiro.

Valéria viajava com o marido%2C Dr. Roninho%2C para o Rio%2C quando um objeto%2C possivelmente uma pedra%2C a atingiuDivulgação

No entanto, segundo informações de familiares que estiveram no local, um caminhão vindo em sentido contrário teria lançado uma pedra sobre o veículo, atingindo a cabeça de Valéria. A pedra seria do tamanho de um copo e teria atingido o vidro traseiro do carro, chegando a quebrá-lo. A perícia deverá esclarecer as causas do acidente. “Foi uma fatalidade”, concluíram familiares. O corpo deverá ser sepultado hoje, em Itaperuna.

Na página do médico no Facebook, amigos, familiares, pacientes e eleitores deixaram várias mensagens de solidariedade. “Saiba, sua dor é também nossa. Conte conosco sempre”, postou a prima dele, Rogéria Faria Torres. “Queridos amigos, peço de todo o coração que em suas orações se lembrem do Dr.Ronald Crespo e sua família. Essa família vem passando por muitas provações e agora veio mais esta fatalidade abalar a todos. Não se esqueçam deles! Eles vão precisar de nosso apoio e de nossas orações”, escreveu Alice Fernandes Valente Cruz.

Denúncias de fraude no SUS

Ronald Crespo foi denunciado, junto com mais 12 pessoas, por crimes de estelionato qualificado e associação criminosa. O médico é gestor da Casa de Saúde Imaculada Conceição, na vizinha Italva, que teria internado cerca de cinco mil pessoas em 2011, mais de um terço da população do município, de 14 mil habitantes. Os prejuízos causados aos cofres públicos chegariam a R$ 8 milhões.

O carro onde o casal viajava foi periciado. Para família%2C foi fatalidadeDivulgação

As denúncias, já aceitas pela Justiça, vão desde dupla cobrança por parto a inexistência de prontuários para internações. Só o nome de Dr. Roninho aparece em 120 ocorrências das acusações. Juízes da 1ª Vara Federal de Itaperuna expediram medida cautelar de suspensão de exercício de função contra os médicos envolvidos.

Na ação, o MPF pediu a prisão preventiva dos suspeitos, que foi indeferida pela Justiça. O MPF entrou com recurso no Tribunal Regional Federal e aguarda decisão. Posteriormente, os réus deverão apresentar suas defesas preliminares, passando, então, para a audiência de instrução, interrogatório e julgamento. Juntas, as penas podem chegar a quase 10 anos de prisão.

Você pode gostar