Mancha no mar assusta em Búzios

Problema foi observado em três praias da cidade. Em fevereiro, 60 pessoas ficaram contaminadas

Por O Dia

Rio - O mar de Armação dos Búzios voltou a assustar banhistas e turistas. Uma mancha amarela, de aproximadamente 200 metros de comprimento, apareceu nas praias da Armação, Ossos e João Fernandes, na manhã de ontem. Após vistoriar o local, o secretário do Meio Ambiente da cidade, Fábio Dantas, acionou agentes do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que sobrevoaram a região.

É a segunda vez este ano que as condições do mar de Búzios causam preocupação. No dia 20 de fevereiro, mais de 60 pessoas foram hospitalizadas após mergulho nas praias da cidade. Dois dias depois, agentes do Inea e da Secretaria do estado do Ambiente flagraram uma mancha amarela nas proximidades da Praia da Tartaruga.

Em fevereiro%2C apesar da suspeita%2C laudo do Inea não confirmou se mancha foi causada por poluição de navioFolha de Búzios

As três praias atingidas desta vez não chegaram a ser interditadas. Por volta das 16h, a mancha foi levada para alto-mar por forte maré e vento que chegaram na cidade. Com um barco da Secretaria do Ambiente foram coletadas amostras para identificar o que formou a mancha. O laudo das amostras recolhidas deve sair na próxima terça-feira.

Em fevereiro, após cinco dias de espera, o laudo emitido pelo Inea não chegou a nenhuma conclusão sobre as causas da intoxicação de banhistas, que sofreram sintomas como enjoo, queimação nas vias respiratórias e ardência nos olhos, após mergulharem na Praia da Tartaruga. 

Para a Secretaria, o problema foi ocasionado pelo lançamento de esgoto não tratado ou tratado de forma irregular por um dos navios que atracou em Búzios. O laudo do Inea, no entanto, não encontrou elementos que caracterizassem despejo de esgoto. O documento afirmou ainda que nenhuma substância que pudesse ter causado os sintomas relatados pelos pacientes foi encontrada na água.

Últimas de _legado_O Dia no Estado