Teatro, música e arte vão aquecer inverno na Serra

Durante 15 dias, Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo recebem 13ª edição de festival com atrações nacionais e internacionais gratuitas ou a preços populares

Por O Dia

Rio - Cento e cinquenta mil pessoas, entre moradores, turistas e visitantes, deverão compor uma plateia privilegiada para assistir a grandes espetáculos culturais, em plena alta temporada na Região Serrana. Durante 15 dias, nos próximos três fins de semana, a 13ª edição do Festival Sesc de Inverno levará atrações nacionais e internacionais a três cidades — Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Ao todo, serão 89 encenações teatrais e cerca de 200 apresentações de dança, música, cinema, além de exposições audiovisuais, palestras, oficinas e encontros literários.

Pelo menos 80% da programação é gratuita. O restante, tem preços populares, a R$ 3, R$ 6 e R$ 12. Os espetáculos são apresentados entre teatros, espaços e quadras das unidades do Sesc Quitandinha, Teresópolis, Nova Friburgo e Nogueira, além de espaços públicos, como praças e ruas. O evento atrai também um grande número de turistas do Rio, que sobem a Serra e lotam hotéis, pousadas e restaurantes, movimentando a economia local.

Uma releitura moderna de ‘Romeu e Julieta’%2C de graça%2C em plena praça pública%2C é uma das atrações do festival%2C que será aberto no sábadoDivulgação

A programação deste ano, que teve que ser adiada em função da Copa do Mundo, vai até dia 10 de agosto, sempre de sexta a domingo. Entre os destaques na parte musical, Paulinho da Viola comemora 50 anos de carreira no próximo domingo, em Teresópolis, às 19h30. Mais cedo, às 14h, a cidade recebe Danilo Caymmi e Claudio Nucci para uma homenagem a Dorival Caymmi. Haverá ainda shows de Beth Carvalho e da roqueira Pitty.

Na dança, a grande atração é o grupo italiano Kataklò, que apresenta o espetáculo ‘Puzzle’. Na área teatral, são 27 montagens — 13 adultas e 15 infantis. As peças ‘Till, a saga de um herói torto’, do premiado Grupo Galpão, ‘Ricardo III’, muito elogiado pela crítica, ‘Romeu e Julieta – o encontro de Shakespeare com a cultura popular’, e ‘Ópera do Malandro’, uma releitura do diretor João Falcão sobre a obra de Chico Buarque, prometem atrair o público.

Durante o festival, grafiteiros renomados também vão levar sua arte a espaços público, oferecendo oficinas e exposições nas três cidades. Haverá ainda uma exposição sobre os 70 anos do Sesc Quitandinha, em Petrópolis. A programação pode ser conferida no site www.festivalsescdeinverno.com.br.

Prossegue também até domingo na região o Festival de Inverno Dell’Arte. Em Nova Friburgo, a 12ª edição acontece no Country Clube, com o apoio da prefeitura. Já em Petrópolis, o evento está em sua 14ª edição e ocupa diversos espaços do Centro Histórico. Entre as atrações internacionais, destaque para o grupo sueco New Tide Orquesta, hoje no Quitandinha. Já o balé Katakló Atletic Dance Theater, da Itália, se apresenta sábado. Os ingressos têm preços populares, mas a maioria dos espetáculos tem entrada franca, com a doação de um quilo de alimento.

Caravana também vai a áreas rurais

Entre as novidades do Festival Sesc de Inverno 2014 está a Caravana Sesc, que vai percorrer pontos estratégicos dos três municípios da Região Serrana, levando peças teatrais, atividades literárias e de artes visuais e exibições de filmes. “A iniciativa de levar atrações para as praças nos bairros e também na área rural é muito boa porque facilita o acesso às ações culturais”, disse o vice-prefeito de Teresópolis, Marcio Catão.

“A escolha da programação partiu da necessidade de dialogar e trocar experiências com profissionais do Sesc que pensam diferente, de diversas regiões do país, justamente para fazer valer o que mais interessa no festival: a multiplicidade e pluralidade de atrações”, explicou o gerente de Cultura do Sesc Rio, Marcos Rego. Segundo ele, a instituição oferece atividades culturais gratuitas a 135 mil pessoas por mês, sendo 26 mil apenas nas três unidades da Região Serrana.

Últimas de _legado_O Dia no Estado