Por bferreira

Rio - A rivalidade estética entre dois templos orgulha os moradores de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense. O sol nasce exaltando as cores elegantes do prédio nada sóbrio da Primeira Igreja Batista, de 1922. Já a luz avermelhada do entardecer reforça a imponência da Igreja Matriz, inaugurada em 1942 e rica de peças e objetos sacros nas paredes e no teto.

À noite%2C sob as luzes%2C Ponte Velha assume a sua melhor forma. De dia%2C é alvo de dúvidasAziz Filho / Agência O Dia

“Eu sou católica, mas acho o prédio da Igreja Batista o mais incrível. Ela é meio gótica, inglesa, um charme”, diz Maria Alice Silva, veterinária carioca de 37 anos que costuma visitar amigos aos fins de semana em Pádua. “Sou evangélico, mas nada se compara à matriz no pôr-do-sol. É muito exuberante”, diz Carlos Cunha, de 28 anos, diretor de Comunicação da prefeitura.

A construção histórica preferida do diretor é outra: a Ponte Raul Veiga, ou Ponte Velha. Com 177 metros sobre o Rio Pomba, a bela arquitetura em arcos foi executada em apenas cinco meses no ano de 1922, substituindo uma estrutura de madeira em péssimo estado de conservação. Ela liga o Centro ao bairro de São Félix.

O imponente prédio da Igreja da Matriz (esquerda)%2C de 1942%2C rivaliza com a nada sóbria arquitetura da Primeira Igreja Batista, de 1922Aziz Filho / Agência O Dia

O prefeito Josias Quintal, do PSB, tem planos de resgatar uma tradição da cidade para atrair mais visitantes: a confecção de um bolo de 80 metros, com participação de todas as padarias e doceiros de Pádua, para comemorar, na ponte, o aniversário da cidade. O projeto existe, mas falta a execução.

De fato, a ponte impressiona quem chega a Pádua pela primeira vez, especialmente à noite. A iluminação projeta as linhas sinuosas de pilastras e arcos sobre as calmas águas do rio. Já durante o dia o impacto não é o mesmo, em função de outra tradição, bem menos republicana e de gosto bastante duvidoso. Cada prefeito gasta o dinheiro público pintando a ponte de sua cor preferida. Ela já trocou tanto de cor que ninguém sabe qual é a original. Atualmente, é verde limão. Bem azedo.

Você pode gostar