Por rosayne.macedo

Rio - Executiva responsável pela expansão internacional da marca Havaianas quando atuou como Diretora de Comércio Exterior do Grupo Alpargatas, a hoje consultora Angela Hirata ensinará às micro e pequenas empresas do estado do Rio de Janeiro a posicionar sua marca no mercado externo. Hirata hoje é sócia da consultoria Suriana e inicia nesta segunda-feira (6), em Petrópolis, uma série de 12 palestras gratuitas nas representações regionais do Sebrae/RJ.

A expectativa é de que até o dia 22, quando encerra as palestras, em Niterói, tenha “contaminado” mais de 1500 empreendedores com suas ideias de inovação, marketing e internacionalização dos produtos brasileiros.

Apesar de as micro e pequenas empresas brasileiras (MPE) serem responsáveis por 20% do Produto Interno Bruto (PIB) e por quase 60% dos empregos oferecidos no País, a sua participação como exportadora é muito pequena. Dados do Ministério do Desenvolvimento e Comércio Exterior - MDIC, mostram que as MPE não chegam a responder nem por 1% das exportações brasileiras.

Angela foi Diretora Presidente da empresa TNK, do Grupo Azaléia, voltada para comércio internacional e private label de calçados para marcas como Anne Taylor, Anne Klein, Banana Republic, GAP, entre outros. Também trabalhou como consultora de marketing de telefonia celular da Phillips do Brasil. Em sua palestra “Desenvolvendo e posicionando a marca e o produto Made in Brasil mundo afora”, pretende mostrar como as empresas devem se preparar para dar esse salto.

“É importante que a empresa saiba o que se deseja ser, e se seu produto está adequado para o mercado externo. Também é bom encontrar um parceiro no país alvo que tenha o conhecimento do mercado como um todo, principalmente no que se refere à cultura e aos costumes locais”, explicou a consultora.

Para Hirata, o Rio tem um potencial grande para o turismo e produtos ligado a ele, mas não há rótulos para se conquistar o mercado externo. “ Qualquer segmento tem potencial de exportar desde que se acredite no negócio e se mantenha claro o conceito e identidade do produto, sempre procurando inovar, sem entretanto alterar a identidade e o conceito do produto”, ensinou.

Ela alerta, entretanto, que é preciso ter planejamento, foco em inovação e qualidade de atendimento. “Gostaria de passar as empresas a importância de inserir no mercado internacional os produtos com marca “made in Brasil”, o que na verdade já vem acontecendo nas importantes lojas de renome internacional com os produtos de artesanato orientados pelo Sebrae país afora”, complementou.

A expectativa do Sebrae/RJ é de que as micro e pequenas empresas conquistem cada vez mais espaço para atuar no mercado internacional. Segundo Miriam Ferraz, analista do Sebrae/RJ responsável pelo processo de internacionalização das MPE, a instituição procura apresentar o mercado aos empreendedores e mostra a eles que, apesar dos desafios, atuar no mercado exterior não é o grande mistério que eles imaginam.

“Temos programas que capacitam o empresariado, preparam sua participação em rodadas de negócios e em feiras internacionais, e, se necessário, os acompanha no fechamento dos negócios gerados nestes encontros“, explicou.

A palestra de Hirata é gratuita. As inscrições devem ser feitas em cada regional ou pelo telefone 0800 570 0800. Confira abaixo as datas que a consultora estará em cada regional.

Programação:

Petrópolis - 06/10 - 19h

Nova Friburgo - 07/10 - 19h

Campos dos Goytacazes - 08/10 - 19h

Macaé - 09/10 - 19h

Volta Redonda - 13/10 - 19h

Cabo Frio - 14/10 - 19h

Três Rios - 15/10 - 19h30

Duque de Caxias - 16/10 - 10h

Teresópolis - 16/10 - 19h

Barra Mansa - 20/10 - 19h30

Nova Iguaçu - 21/10 - 9h

Niterói - 22/10 - 9h30

Você pode gostar