Itatiaia vai ganhar fábrica da Land Rover

Unidade produzirá 24 mil veículos por ano e vai gerar 400 empregos. Investimento é de R$ 750 milhões

Por O Dia

Rio - Conhecida por concentrar grandes empresas do setor automotivo, a Região Sul Fluminense vai ganhar mais um empreendimento. Hoje acontece o lançamento da pedra fundamental da fábrica da Jaguar Land Rover, no quilômetro 316 da Rodovia Presidente Dutra, em Itatiaia. Esta é a primeira indústria da montadora fora de seu país de origem, a Inglaterra. Serão 24 mil veículos produzidos por ano. A cerimônia contará com a presença do governador Luiz Fernando Pezão, e do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno.

“Para o município é uma conquista especial. A construção é rápida. A previsão é de que comece a operar em janeiro de 2016. Na segunda fase, esperamos 1.200 postos de trabalho que permanecerão até 2020. Estamos negociando também a vinda dos fornecedores e, com isso, seriam mais mil empregos”, ressaltou o secretário de Desenvolvimento Econômico de Itatiaia, Denílson Sampaio.

Segundo ele, muitos trabalhadores da região serão admitidos. “No contrato com a empresa, haverá 10% de contratações para pessoas da cidade que buscam o primeiro emprego. Outra obrigação do empreendimento é de que 30% do efetivo terá que ser de mulheres da região”, contou.

Expansão%3A segundo maior polo automobilístico do país%2C Sul Fluminense deve receber R%24 12 bilhões até 2016Divulgação

O secretário informou que a Jaguar Land Rover levou em conta dois atrativos para se instalar no município: a localização da cidade — às margens da Via Dutra, no eixo Rio-São Paulo — e o Programa de Desenvolvimento Econômico do Município de Itatiaia (Prodemi), com vários incentivos.

Empresas que se instalarem no município têm isenção do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), de taxas de localização e verificação, expedição de alvará de construção, taxa de fiscalização de concessão para publicidade, de aprovação de projetos e ampliação da indústria, de numeração de imóvel por unidades, além da taxa anual de licenciamento e inspeção sanitária.

Dependendo da empresa, a redução do IPTU pode chegar a 95%. Além disso, há um leasing imobiliário de locação que tem como base o valor adicionado pela empresa e o incremento do ICMS. “Com isso, a prefeitura observa o que a empresa adicionou ao município e pode devolver para ela até 75% a título de custear sua instalação aqui”, disse o secretário.

Região recebe investimento

Apesar de as vendas da indústria automotiva brasileira terem caído 5,2% nos últimos 12 meses, segundo dados do IBGE, a região Sul Fluminense vive um período de expansão. Os dados incluem vendas de veículos, motos, partes e peças.

Empresas instaladas na região, como a Man Volkswagen, Hyundai e a PSA Peugeout Citröen, vêm expandindo sua capacidade de produção, trazendo seus fornecedores e fábricas de peças para o estado.
Nos últimos seis anos, cerca de 10 mil funcionários foram contratados pelas 19 montadoras do Sul Fluminense, região que tem o segundo maior polo automobilístico do país. Até 2016, aproximadamente de R$ 12 bilhões serão investidos no setor.

“A chegada da empresa britânica deve aumentar em praticamente 40% a receita de ICMS de Itatiaia. Os R$ 180 milhões que arrecadamos hoje em dia devem passar R$ 250 milhões”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Denílson Sampaio, confirmando o impacto do setor.

Últimas de _legado_O Dia no Estado