Cabo Frio reinaugura Rua dos Biquínis nesta quinta-feira

Maior polo de moda praia do país foi revitalizado pela Prefeitura de Cabo Frio que investiu cerca de R$ 2 milhões

Por O Dia

Rio - Vem chegando o verão e a Rua dos Biquínis está de cara nova. Nesta quinta-feira (11), às 20h, o prefeito de Cabo Frio Alair Corrêa (PP) vai entregar à população e aos comerciantes da Gamboa um espaço totalmente reestruturado. Além das obras de recuperação de um dos pontos mais visitados da cidade, o shopping a céu aberto também foi decorado para o Natal, com árvore e show de jazz e blues.

"Investimos mais de R$ 2 milhões na revitalização, que melhorou toda estrutura do local que é um dos pontos mais visitados pelos turistas", disse o prefeito Alair Corrêa enquanto acompanhava as obras.

De acordo com técnicos da Prefeitura foram feitos serviços de recuperação da fiação elétrica, troca de placas do piso, reforma geral da estrutura dos decks e bancos, além de troca das lonas, que se tornarão símbolo na famosa Rua dos Biquínis.

Investimento para revitalização do local chegou a R%242 milhõesRosália Moreira/Divulgação

A área comercial concentra 175 lojas e fábricas de biquínis e roupas de banho. O espaço é considerado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) o maior pólo de moda praia do país.

O shopping ou Rua dos Biquínis tem movimento o ano inteiro de turistas, que sempre encontram um tempo livre para comprar roupas de praia, presentes e ainda sentar no local para bater um papinho com amigos, que é o caso do turista Sebastião Viana.

"Estou impressionado com o cuidado que o governo tem com a cidade, em todos os lugares que passei percebi a limpeza nas ruas. E aqui não podia ser diferente, mesmo estando em obras o local é acolhedor e está ficando muito bom. Cabo Frio está de parabéns, vou voltar sempre", disse Viana que mora em Rio Claro (RJ).

De acordo com Silvio Rodrigues, presidente da Acirb (Associação Comercial e Industrial da Rua dos Biquínis), o setor emprega cerca de três mil pessoas durante todo o ano e chega até 10 mil na alta temporada. “Por ano fabricamos e comercializamos cerca de cinco milhões de peças de moda praia, além de empregar mão de obra local. Cerca de três mil pessoas têm emprego durante todo o ano, só que quando chega a alta temporada, no verão, precisamos de mais. Este número já chegou a 10 mil empregados”, disse Rodrigues, que mantém cinco lojas em Cabo Frio.


Últimas de _legado_O Dia no Estado