Ponte vai mudar de nome em Volta Redonda

Projeto de lei vai agora para a sanção do prefeito que terá quinze dias para confirmar a decisão da Câmara Municipal do município

Por O Dia

Rio - A Câmara Municipal de Volta Redonda aprovou, por unanimidade, em sessão na última segunda-feira (15), um projeto de lei para alterar o nome da ponte da cidade, que liga os bairros Aterrado e Niterói, de Presidente Médici para Dom Waldyr Calheiros. O projeto vai agora para sanção do prefeito.

O projeto, do vereador José Jerônimo (PSC), é resultado da audiência pública realizada no último dia 11 de dezembro na Câmara para debater a mudança do nome da ponte. Para o procurador da República Julio José Araujo Junior, autor da recomendação do MPF, a deliberação 1.218, de 9 de novembro de 1973, que conferiu o atual nome, ofende o princípio da impessoalidade e o direito à memória.

A recomendação do MPF pede ainda a retirada do nome do ex-presidente Emílio Gasrratazu Médici de qualquer placa indicativa da ponte. "Esperamos que o prefeito de Volta Redonda, com base na decisão da Câmara, cumpra a outra parte da recomendação, retire as placas indicativas do nome do ditador e coloque o nome escolhido pelos representantes da população", disse o procurador da República Julio José Araujo Junior.

Últimas de _legado_O Dia no Estado