Cachoeiras no interior do Rio atraem turistas no calor do verão

Desafio é controlar excessos

Por O Dia

Rio - Com as altíssimas temperaturas deste verão, as pessoas pensam logo em viajar para o litoral afim de se refrescar. Mas o Rio de Janeiro conta com várias cidades que possuem belas cachoeiras, um tipo de lazer que vem sendo muito procurado nesta estação. Como o próprio nome já diz, Cachoeiras de Macacu, no Sul Fluminense, possui a maior reserva de Mata Atlântica primitiva dentro do estado, segundo relatório da Unesco. Só de cachoeiras cadastradas são 80.

Outra cidade que conta com belas cachoeiras é Macaé, no Norte Fluminense. Os seis distritos da região serrana do município guardam cachoeiras de águas transparentes e montanhas como os picos do Frade e do Peito do Pombo.

A apenas 96 quilômetros da capital, Cachoeiras fica entre as serras dos Órgãos, do Mar, Santana e São João. Nessa região, as altitudes variam entre 50 a 2.100 metros, com uma topografia bastante variada. Além das famosas cachoeiras, o local é ideal para caminhadas, mountain bike, cavalgadas, escaladas e rapel. Em alguns meses do ano, quando seus rios têm um volume d’água maior, dá para se praticar canoagem e rafting.

Com 80 cachoeiras%2C a cidade de Cachoeiras de Macacu recebeu 12 mil visitantes no último fim de semanaDivulgação

Em seus 323 anos de existência, a cidade ainda preserva características bucólicas. O presidente da Fundação Macatur, Rossi Bastos, alerta para o perigo da ação desordenada de turistas. “Temos muitos atrativos. Mas as pessoas que vêm para cá têm que se conscientizar de que a natureza não é infinita. Não se pode jogar jogar lixo nos locais. No fim de semana passado recebemos 12 mil visitantes que chegaram com isopor e sujaram tudo. Não somos contra os turistas, mas eles têm que preservar a natureza”, diz.

Em Macaé, equipes do projeto Verão Limpo promovem ações no local para coibir excessos como carros com som alto, churrasqueiras à beira das cachoeiras e lixo em locais inadequados.

Operação para preservar a natureza

Cachoeiras de Macacu começou em dezembro do ano passado a Operação Verão. O projeto vai até março e pretende organizar as regiões de banho, com medidas pontuais como, por exemplo, limitar a entrada de ônibus, verificar condições de higiene, circulação de veículos e orientar sobre o uso dos balneários. A Secretaria de Meio Ambiente distribui folhetos explicativos e coloca placas informando como desfrutar da natureza sem agredir o meio ambiente, preservando as áreas destinadas ao lazer dos visitantes. Já a Guarda Municipal fiscaliza a entrada de ônibus nas rodovias RJ-116 e RJ-122, onde é verificado o número máximo de coletivos que podem entrar na cidade.

“Tentamos prevenir que os visitantes causem danos ambientais no município. Orientamos contra o descarte dos resíduos sólidos e criamos ações para evitar o desconforto da população”, disse o secretário de Ordem Pública, Irland Coelho Alves.

O secretário contou que houve um aumento do efetivo da Polícia Militar e fiscais de trânsito para coibir motoristas alcoolizados, manobras de exibição, som alto em área de preservação ambiental. “Os animais que vivem aqui se assustam com o barulho. A fauna e a flora são bens perecíveis e têm que ser cuidados”, explicou.

Últimas de _legado_O Dia no Estado