Por vinicius.amparo
Rio - Uma operação da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) com a Ampla e outras empresas de serviço público em Macaé resultou na prisão de cinco pessoas na cidade ontem (29) por furto de energia. Durante a fiscalização, técnicos da empresa e peritos da Polícia Civil constataram irregularidades na medição de energia nos bairros Visconde de Araújo, Ajuda e Aeroporto. Além disso, foram contabilizados oito registros de ocorrência na cidade.
Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, os chamados “gatos de luz” afetam diretamente a qualidade do serviço prestado e põem em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica. As ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando interrupção no fornecimento de energia.
Publicidade
Os usuários que quiserem denunciar o furto de energia podem fazê-lo pela internet: <www.ampla.com> ou pelo Twitter da empresa (@amplaenergia). Não é necessário se identificar.