Garotinho volta ao poder como secretário de Governo de Campos

Ex-governador receberá quase R$ 9 mil em nova função

Por O Dia

Rio - As eleições se foram. E, com elas, a derrota nas urnas para a vaga de governador do estado. Sem mandato a partir deste ano, Anthony Garotinho (PR) arrumou um jeito de não ficar distante da máquina pública. É o novo secretário de Governo de Campos dos Goytacazes, administrada por sua mulher, Rosinha Garotinho. Sua nomeação foi publicada na segunda-feira, no Diário Oficial do município. Para a nova função, vai ganhar R$ 8.990,83 — três vezes menos do que recebia na Câmara dos Deputados, em Brasília. Mas terá uma grande vantagem: dificilmente será exonerado.

Para quem já foi governador do Rio, secretário estadual de Segurança, deputado federal e tentou ser presidente da República, o novo cargo parece módico. Ex-prefeito por duas vezes de Campos, ele terá a missão de “promover o diálogo com a sociedade civil, instituições públicas e autoridades políticas constituídas”, segundo a assessoria da prefeitura.

Garotinho receberá R%24 8.990%3A o salário dos secretários foi cortado em 10%%2C por causa da crise do petróleo Carlos Moraes / Arquivo Agência O Dia

E isso num cenário problemático. “Este ano será difícil devido à conjuntura econômica, principalmente no caso de Campos, com a perda enorme dos royalties. Vou usar minha experiência para tomarmos as medidas necessárias para arrumar a casa e farei a interlocução com o governo federal nas questões que envolvem o município”, escreveu ele, em seu blog.

A entrada de Garotinho foge ao discurso da prefeitura “para adequação da realidade do município ao novo cenário econômico do país e do estado”. Isso porque, apesar de o salário que irá ganhar ter recebido um corte de 10% — como ocorreu em todo o secretariado —, Garotinho virou uma despesa a mais.

Ele assumiu a secretaria que antes estava com o professor Suledil Bernardino, que ficou apenas com a Secretaria de Controle Orçamentário e Auditoria, pasta que comandava interinamente, junto à de Governo. Nas últimas eleições, o novo integrante da equipe de Rosinha chegou a liderar as pesquisas na corrida para o Palácio Guanabara. Foi derrotado no primeiro turno, com 19,73% dos votos. No segundo turno, Garotinho apoiou Crivella (PRB).

Últimas de _legado_O Dia no Estado