Por vinicius.amparo

Rio - Mesmo com a crise econômica na indústria do petróleo, Macaé, no Norte Fluminense, cidade que desde a chegada da Petrobras, na década de 70, registra um crescimento demográfico acima da média nacional, continua com sua característica de atrair novos moradores. Prova disso são os números registrados pela secretaria de Educação. Somente nas últimas semanas, foram feitas 1.839 matrículas de novos alunos, 50% provenientes de outras cidades e estados.

Esse ano a Educação manteve, até o momento, a média dos anos anteriores que é de cinco mil novos alunos, totalizando 37 mil atendidos pela rede municipal. De acordo com dados do setor de matrículas, os estados da Bahia, Pará, Espírito Santo e Minas Gerais lideram, nessa ordem, o ranking de transferência de alunos.

Vera da Silva foi uma das mães que realizou a matrícula de seus dois filhos na rede municipal. “Consegui a vaga para a escola que desejava. Morava na Bahia e cheguei a Macaé no começo deste mês. Ainda bem que a matrícula foi liberada para meus filhos de sete e oito anos. Estou aliviada”, afirmou a dona de casa, que elogiou a agilidade e a atenção da equipe durante o processo.

Além de atender 100% dos estudantes na faixa de idade obrigatória (quatro anos), a volta às aulas no município apresenta o quadro completo de professores. De acordo com a secretária de Educação, Lúcia Thomaz, o governo municipal continua priorizando os setores da Educação e Saúde.

"Conseguimos nos antecipar e cumprir a meta estabelecida pelo Ministério da Educação para 2016, recebendo toda a demanda de alunos a partir de quatro anos. Além disso, estamos atendendo 85% das crianças com idade entre dois e três anos. Vamos continuar avançando, a fim de ampliar o número de escolas e a qualidade do nosso ensino", comentou.

Para efetuar a matrícula, nos casos dos alunos que chegam de outras cidades, o responsável deve comparecer na Secretaria de Educação, que fica Rua Antero Perlingeiro, 402, Centro. A documentação necessária é: certidão de nascimento do aluno, comprovante de residência atualizado e protocolo de transferência ou histórico escolar.

Você pode gostar