Por eduardo.oliveira

Rio - A Represa do Funil, em Itatiaia, no Sul Fluminense, registrou aumento no nível de água após chegar ao nível mais baixo da história. A chuva das últimas semanas fez o reservatório alcançar 35% acima do volume morto, diferente do que aconteceu em janeiro, quando estava em 3,4%. Além da chuva, os acordos para diminuir o consumo de água também ajudaram no aumento. Apesar da elevação, a situação segue preocupante, pois a meta é chegar até o fim de abril com o nível em 79%.

O Ministério Público Federal (MPF) determinou que o governo do Rio, as Agências Nacionais de Água e de Energia Elétrica e o Operador Nacional do Sistema, apresentem uma proposta de plano de contingência para uso da água da bacia do Paraíba do Sul. A decisão foi divulgada em uma nota da assessoria do MPF, enviada nesta terça-feira (24).

O comunicado diz que a proposta deve ser apresentada em até cinco dias e especificar que providências serão tomadas em curto, médio e longo prazo para priorizar o consumo humano e a redução das perdas no sistema de distribuição. No fim de janeiro, dois dos quatro reservatórios da bacia atingiram o volume morto.

Você pode gostar