Inadimplentes com conta d'água chegam a 50% em Angra

Em outras companhias, índice não passa de 15%. Autarquia municipal pretende arrecadar R$ 8 milhões com cobrança de devedores. Aumento de tarifa e instalação de hidrômetros são outras medidas

Por O Dia

Angra dos Reis (RJ) - Um levantamento feito pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Angra dos Reis mostrou que o índice de inadimplência existente hoje no município chega a 50% das 36 mil residências do município. Para reverter o problema, a autarquia municipal pretende intensificar a cobrança dos devedores e instalar hidrômetros em todas as residências - hoje, apenas 30% possuem esta medição.

Segundo o presidente da autarquia, Euzádio Ferraz, a inadimplência vai muito além do que é constatado por outras companhias de abastecimento de água, que gira em torno de 10% a 15%. "Justamente por conta dessa constatação é que nós, que somos gestores desse serviço, decidimos intensificar de imediato a cobrança das tarifas que estão em atraso", explicou o presidente.

Com a cobrança, o Saae pretende arrecadar um montante que pode chegar a R$ 8 milhões. Segundo Ferraz, durante o levantamento, descobriu-se domicílios que acumularam dívidas de mais de 90 meses de atraso com as tarifas. Ferraz explicou que o Saae, que é uma autarquia sem fins lucrativos, precisa levar a diante as cobranças que estão em atraso e regularizar a situação dos inadimplentes.

"Tudo o que o Saae arrecada tem que ser investido na engrenagem do abastecimento de água. Portanto, se não formos a fundo nessa tarefa de estancar a inadimplência, ficamos sem ter como fazer os investimentos em captação e distribuição da água", completou.

Reajuste de tarifa também entre as medidas

Em Angra, dos 36 mil domicílios registrados pelo Saae, cerca de um terço são hidrometrados. Os outros dois terços são tarifados por estimativa. De acordo com o presidente da autarquia, o objetivo é instalar o hidrômetro em 100% das residências abastecidas pelo Saae.

"Com a instalação do hidrômetro nós poderemos colocar em prática o que chamamos de tabela progressiva de cobrança, o que significa dizer que quem utilizar mais pagará mais pelo serviço", ressaltou Ferraz.

Outra medida do Saae será o reajuste das tarifas que estão defasadas, que será feito pelo Índice Nacional do Preço ao Consumidor (INPC). Paralelo a isso, também será revista a entrega das contas em domicílio. Hoje, os Correios são os responsáveis pela entrega, mas, já houve a constatação de que seria mais eficaz entregar o boleto ao consumidor no ato de leitura do consumo, utilizando um equipamento próprio para isso.

Euzádio Ferraz explica que todas essas ações vêm ao encontro da necessidade de modernizar e regularizar o abastecimento de água no município, uma vez que a falta de controle contribui para o desabastecimento e sucateamento do sistema.

"Para termos o controle total do sistema e uma melhor distribuição da água, nós temos que ser rigorosos na medição, na cobrança e no corte, ações que visam evitar o desperdício", finalizou.

* Com informações da Assessoria da Prefeitura de Angra dos Reis

Últimas de _legado_O Dia no Estado