Mais de 70% das obras em Caxias são irregulares, diz prefeito

Para corrigir problema, município lança a operação 'Obra Segura é obra legal', em parceria com o Crea-RJ

Por O Dia

Duque de Caxias (RJ) - "Cerca de 70% das obras em Duque de Caxias não passaram por acompanhamento de um engenheiro. De cada 100 obras na cidade, somente cerca de 10 a 15 delas tem acompanhamento técnico. Não podemos permitir mais isso". O alerta é do prefeito Alexandre Cardoso, ao lançar a operação "Obra segura é obra legal", resultado de um convênio entre a prefeitura e o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-RJ), assinado nesta terça-feira (10).

Com o acordo, as obras no município serão fiscalizadas para verificar se o projeto tem o acompanhamento técnico, evitando desta maneira construções irregulares. “O nosso objetivo é que as pessoas legalizem seus imóveis e construam com segurança. A parceria com o Crea tem tudo para mudar esta cultura, além de ampliarmos o número de pessoas fiscalizando as obras na cidade”, comentou o prefeito.

Durante a assinatura do convênio, ele explicou que o objetivo do programa não é o de prejudicar as pessoas, mas de implantar na cidade uma cultura de se fazer obras e construções sob a supervisão de um profissional. “Queremos mudar esta cultura, orientando as pessoas a buscarem o serviço de um engenheiro quando estiverem construindo ou ampliando seus imóveis. A parceria com o Crea será de grande importância nesta mudança que estamos propondo”, explicou.

Segunco o prefeito, a operação 'Obra segura é obra legal' percorrerá todo o município, vistoriando as construções, distribuindo folhetos com orientações e estimulando as pessoas a legalizarem seus imóveis. "Outra contribuição importante desta parceria é que estamos na segurança das pessoas, através de uma obra com acompanhamento técnico”, disse Cardoso, que estuda a possibilidade de enviar à Câmara de Vereadores um projeto de lei, implantando no município a autovistoria predial.

Para o presidente do Crea- RJ, Reynaldo Barros, a Prefeitura de Caxias está dando um exemplo. “A Prefeitura de Caxias ao adotar esta medida, mostra sua preocupação com a segurança da população, ao realizar esta fiscalização. Esta é a oportunidade para fazermos a engenharia social”, afirmou. Ficou acertado que o Crea atuará em conjunto com a Secretaria Municipal de Planejamento, Habitação e Urbanismo, definindo as áreas a serem fiscalizadas, tipos de imóveis e as ações que serão adotadas.

* Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Duque de Caxias

Últimas de _legado_O Dia no Estado