Por eduardo.oliveira

Rio - A longa estiagem que atinge várias cidades do interior do estado do Rio, fez com que produtores e prefeitura de São João da Barra, no Norte Fluminense, se unissem para encontrar soluções visando a manutenção da produção agropecuária do município. A ação principal foi a compra de mais de 200 toneladas de ração para o gado de corte e leiteiro. Duas remessas de 64 e 60 toneladas já chegaram e mais 120 estão a caminho.

Silagem de milho, ração volumosa e azevém foram os tipos de ração distribuídos. Com isso, houve ótimo ganho de peso e reação na produção leiteira. Vale ressaltar que são produzidos de 4.500 a 5 mil litros de leite por dia e devido à seca este número foi reduzido em até 40%. Além de prejudicar o movimento local, a queda na produção também diminuiu a venda de manteiga e do queijo para Campos dos Goytacazes.

A mortandade de animais é outro fator preocupante. Até a primeira semana de março, de acordo com a secretaria de Agricultura, aproximadamente 300 cabeças de gado não resistiram à forte seca. Atualmente, o município possui 35 mil cabeças de gado, entre corte e leiteiro. Todo esse cenário negativo mobilizou o Poder Público que viabilizou, através da Prefeitura, o transporte da ração que veio do Paraná. Alcy Rodrigues é produtor rural e é o organizador dos grupos que estão recebendo o alimento. Ele ressaltou a boa aceitação dos animais e também enalteceu a parceria com a prefeitura.

“A aceitação foi boa e ainda temos um bom estoque que deve durar mais alguns dias para alimentação de todo o gado. Vale dizer que o frete fica mais caro que o produto em si. Se a Prefeitura não nos ajudasse no transporte, todo este esforço seria inviável. Agradecemos e muito todo apoio que o Executivo tem dado neste período de forte seca”, conta.

Segundo o secretário de Agricultura, Pedro Nilson Berto, a união é o segredo para superar a crise, que é uma das piores de todos os tempos.

“Neste momento difícil, é preciso trabalhar em conjunto para amenizar a situação. Os produtores se reuniram, procuraram a prefeitura e juntos conseguimos encontrar a solução, que foi garantir o transporte do alimento. Outros agricultores também podem contar com o apoio da municipalidade” ressaltou.

Durante o processo de compra, a qualidade do alimento também foi discutida entre os agricultores. Os três tipos de ração que chegaram são ricos em proteínas, o que facilitou a aceitação dos animais. O azevém é uma planta amplamente utilizada pelos produtores, com elevados teores de proteína e digestão, bem como equilibrada composição mineral. Possui uma boa produção, resistência ao pasto e ao excesso de umidade. A silagem de milho e a ração volumosa também são ricas em proteínas.

O veterinário Evaldo Siqueira foi um dos grandes entusiastas para compra do alimento. Os produtores contaram com seu apoio para tirar as dúvidas quanto ao uso das rações.

“As rações que chegaram são de ótima qualidade e de suma importância para a alimentação do rebanho. São alimentos ricos em proteínas que fortalecem o animal e garantem uma digestão tranquila”, disse.

Para o prefeito José Amaro de Souza Neco, o momento é de trabalhar em conjunto para que os efeitos da seca sejam minimizados em São João da Barra.

“A estrutura da secretaria de Agricultura está totalmente disponível para os nossos produtores. Temos 10 retroescavadeiras e duas escavadeiras hidráulicas que estão à disposição dos nossos trabalhadores. Estamos buscando recursos de todos os lados legais e possíveis para conter os impactos da seca e, logo, ajudar a população no que for preciso para diminuir e evitar mais prejuízos” concluiu.

Segundo o secretário Pedro Nilson Berto, as máquinas da prefeitura estão à disposição para executarem a limpeza de canais que facilitem a chegada da água até o pasto. Além disso, os técnicos da Agricultura assistem aos produtores na instalação de equipamentos de irrigação.

“Os técnicos intensificaram também a análise da água que é utilizada pelo agricultor. O trabalho é feito de forma minuciosa para evitar mais problemas para nossos produtores”, disse p secretário.


* Com informações da assessoria da prefeitura de São João da Barra

Você pode gostar