Por rosayne.macedo
Publicado 19/03/2015 00:19 | Atualizado 19/03/2015 00:51

Rio - O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro confirmou, na sessão plenária desta quarta-feira (18), a cassação do prefeito de Itaboraí, Helil Cardoso (PMDB), e do vice, Audir Santana (PSC), por abuso de poder econômico e político. Por meio de sua assessoria, Helil informou que irá recorrer da decisão, assim que for notificado.

Em outubro de 2012, no próprio dia da votação, mais de 50 mil pessoas receberam ligações telefônicas com a informação falsa de que a candidatura de Sérgio Soares (PP) estaria "impugnada" pela Justiça Eleitoral e que seus votos não seriam "computados".

Para a Corte, os telefonemas interferiram no resultado da eleição, que terminou com uma diferença de 1.257 votos entre Helil e o segundo colocado, Altineu Cortes (PR). O prefeito e o vice ainda podem recorrer ao próprio TRE-RJ, por meio de embargos de declaração, e ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília.

Você pode gostar