Últimos dias de inscrições para agentes comunitários e de combate a endemias

Os interessados devem acessar o site da prefeitura de Volta Redonda. Concurso público tem taxa de R$ 25

Por O Dia

Rio - Encerram na segunda-feira (23), às 17h, as inscrições para o processo seletivo público do programa de Saúde da Família e Vigilância Ambiental, quando serão contratados por concurso público, Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias, sendo 80 vagas para Agentes de Combate a Endemias e 280 vagas para Agentes Comunitários de Saúde. As inscrições são feitas somente pela Internet, no endereço eletrônico - www.portalvr.com/concursopublico. A taxa é de R$ 25. O vencimento salarial dos agentes comunitários e agentes de combate a endemias será de R$ 1.014,00, para uma carga horária de 40 horas semanais.

A prova objetiva com questões de português e matemática está marcada para o dia 12 de abril, sendo disponibilizado o gabarito no dia seguinte (dia 13), e resultado final no dia 28 de abril. Os candidatos aprovados e contratados para Agente Comunitário de Saúde deverão participar do curso de qualificação básica de formação, com aproveitamento de 90% de frequência, excetuando as faltas legais. Ter o ensino fundamental é exigência para os dois cargos, sendo que o agente comunitário de Saúde tem que residir no bairro onde concorre à vaga no mínimo há 12 meses, e deverá comprovar semestralmente que reside na área onde atua. São 280 vagas para essa função divididas pelas UBSF dos bairros.

O Agente Comunitário de Saúde terá como atribuição exercer a atividade de prevenção de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS (Sistema Único de Saúde). Outras atividades dos agentes comunitários são monitorar famílias com crianças menores de 1 ano, acompanhar o desenvolvimento de crianças de zero a 5 anos, identificar e encaminhar gestantes para o serviço de pré-natal na Unidade de Saúde, realizar ações de controle da dengue, realizar busca ativa de casos com tuberculose, hanseníase e todas as demais doenças de cunho epidemiológico, entre outras.

O agente de combate a endemias terá que aplicar vacinas durante as campanhas e programas de combate à raiva animal, exercendo atividades de vigilância, prevenção de controle de doenças e promoção da saúde, tarefas auxiliares de controle de zoonoses, além de participar de campanhas de orientação à população quanto aos cuidados básicos, quanto à higiene do domicílio, do peridomicílio e dos animais domésticos, bem como orientar quanto à prevenção de zoonoses, entre outras atividades.


Últimas de _legado_O Dia no Estado