São Francisco pede socorro

É o terceiro município do Norte Fluminense a decretar emergência por causa da seca do Rio Paraíba do Sul

Por O Dia

Rio - O período prolongado de estiagem, que secou o Rio Paraíba do Sul, levou São Francisco do Itaboapana, no Norte Fluminense, a decretar estado de emergência. É o terceiro município do estado a lançar mão da medida, para tentar ajuda dos governos federal e estadual — os outros foram São Fidélis e Natividade. Os prejuízos até o momento chegam a R$ 28 milhões, fora despesas com cestas básicas para 250 famílias que ficaram desempregadas.

“Mesmo com nossas limitações financeiras, do ano passado até o momento já investimos mais de R$ 4 milhões na agricultura. Continuaremos unindo esforços para ajudar a população a superar esse período de seca”, disse o prefeito Pedrinho Cherene. Só em 2014 os prejuízos da produção de leite alcançaram R$ 9 milhões. Aproximadamente 2 mil animais, avaliados em R$ 4 milhões, morreram. Para evitar maiores perdas, os produtores estão vendendo o gado magro para corte, reduzindo o preço da arroba. “Estamos comprando cana e fubá para alimentar o gado, mas a produção de leite caiu muito”, contou a pecuarista Nacíbia Coutinho.

Dez milhões de pés de abacaxi secaram e 2 mil cabeças de gado morreramDivulgação

O subsecretário da Defesa Civil do município, Coronel Silas Rocha, disse que praticamente todos os córregos usados para alimentar o gado secaram. “São 20 mil hectares de pastos perdidos. Para recuperar essa área, teríamos que investir R$ 70 milhões, o que seria impossível no momento”, explicou.

A produção de cana-de-açúcar e aipim ultrapassou R$ 15 milhões em prejuízos. A de abacaxi — cultura tradicional no município — teve uma queda de 15%, com cerca de 10 milhões de pés perdidos.

Presidente da Associação de Moradores e Produtores Rurais de Macuco, Carlos Junior está desolado: “Está dificil demais nossa situação. Esperamos que melhore em breve e a gente consiga viver por aqui. Alguns estão pensando em mudar de profissão”.

O relatório com as perdas de São Francisco será apresentado até amanhã à Defesa Civil estadual e à Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional. O órgão informou ontem que indeferiu os pedidos de reconhecimento federal por estiagem para São Fidélis e Natividade.

Últimas de _legado_O Dia no Estado