Por vinicius.amparo

Macaé (RJ)- Com cerca de 1,5 mil atendimentos por mês, o Programa de Atenção Integral à Saúde do Idoso (Paisi) promove apoio nos setores de geriatria, psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, grupos de salas de espera para prevenção e promoção da saúde, serviço social, nutrição e fisioterapia.

De acordo com a gerente do Paisi, Denise Romero, neste órgão público se atende idosos com mais fragilidade ou risco de vulnerabilidade. “Não conseguimos atender a todos os idosos que nos procuram, alguns são encaminhados à rede municipal de saúde. Entretanto, os que precisam de mais atenção recebem nossos serviços”, diz. Maior delicadeza de saúde são aqueles idosos que têm risco iminente: depressão profunda, problema motor, doença diagnosticada de Parkinson e outras averiguações.

Fonoaudiologia

Trabalhando com a estimulação mental ou cognitiva, o setor de fonoaudiologia trata no Paisi da incitação à memória do público alvo, apoio a sua linguagem, com o objetivo de que tenha maior atenção. Inclusive, nesta área há oficina de canto todas as terças-feiras, às 10h. Este trabalho é feito em parceria com a UFRJ, que cedeu professora de musicoterapia.

O setor de fonoaudiologia conta com dois grupos que assistem a idosos com doença de Parkinson e grupos para portadores de demência.

Fisioterapia

Existe uma visão na qual o tratamento fisioterápico é individual, mas, segundo a fisioterapeuta do Paisi, Vanessa da Costa, sua esfera de atuação nesse órgão público atende em grupo, no sentido de prevenir, reabilitar e, em alguns casos, recuperar funções. "São 150 idosos inseridos em cinco grupos. Queremos acompanhar o envelhecimento deles", assegura.

Serviço Social

Para a assistente social Araceli Pessanha, os atendimentos do setor de serviço social têm o objetivo de garantir os direitos do idoso, abordando conflitos existenciais em sua família. "Nossos atendimentos são individuais ou em grupo. Isso acontece na sala de espera, para orientar cuidadores de idosos da família deles, além de oficina de fuxico", comenta.

Você pode gostar